Editorial

O conflito entre a fama e a intimidade

Ser uma pessoa pública não é sinônimo de perder sua privacidade

Como se já não bastasse o assédio de paparazzis constantemente, o vazamento de fotos íntimas infelizmente virou um assunto muito recorrente. Seja de famosas ou não, esse crime está cada vez mais popular nas redes. A intimidade, na maioria das vezes de mulheres, é violada e compartilhada por milhares de pessoas que não pensam na consequência de tal ato.

A última vítima mais notória do mundo pop foi Demi Lovato, que lidou com a situação muito bem. A cantora e atriz brincou nas suas redes sociais dizendo que não são nudes e sim um decote, e que o mundo já a viu nua porque ela quis ao fazer um ensaio fotográfico pra Vanity Fair.

Confira os tweets:

Um dos casos mais famosos, que ficou conhecido como Celebgate, foi um vazamento em massa de fotografias de celebridades que ocorreu em agosto de 2014. Com mais de 600 vítimas, muitas das quais eram do mundo do entretenimento em Los Angeles, o criminoso acessou contas pessoais da Apple e do Google para conseguir as imagens. Jennifer Lawrence, Kim Kardashian, Scarlett Johanson, Mary Elizabeth Winstead e Kirsten Dunst foram umas das vítimas desse escândalo.

Jennifer Lawrence, que ganhou Oscar de melhor Atriz, foi uma das celebridades que mais sofreu com o vazamento de suas fotos. O hacker responsável pelo Celebgate, Ryan Collins de 36 anos, foi condenado a 18 meses de prisão. Ela fez uma entrevista exclusiva com a Vanity Fair falando sobre as suas fotos.  “É meu corpo, e deveria ser minha escolha”, disse a atriz à edição da revista.

Leia um trecho:
“É uma violação sexual. É nojento. A lei precisa ser mudada e nós precisamos mudar. É por isso que estes sites são os responsáveis​​. Quando alguém pode ser sexualmente explorada e violada, o primeiro pensamento que vem a mente de alguém é fazer lucro com isso. Comecei a escrever um pedido de desculpas, mas eu não tenho nada para pedir desculpas. Estava apaixonada, em um saudável e ótimo relacionamento de 4 anos”, contou.

Mas nem sempre mulheres que são só as vítimas. O cantor e youtuber Troye Sivan, de 21 anos, também foi alvo de fotos íntimas vazadas e compartilhadas pelas redes sociais. Ele brincou no Twitter ,dizendo que pelo menos ele tava bonito. Porém, tirando as piadas, pediu para não compartilharem as imagens.

Veja:

 

Não podemos esperar que todas lidem com a situação com tranquilidade, afinal, é sua privacidade violada e compartilhada para o mundo.  Não podemos esquecer que é um crime compartilhar tais imagens. Poucas vezes o responsável pelo vazamento é pego, infelizmente. São os corpos deles, as fotos deles, a escolha deles.

 

 

 

O conflito entre a fama e a intimidade
To Top