UOL HOST: Hospedagem de sites, Loja Virtual, Registro de domínios
...
Connect with us
https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

Biografia

Quem é Drake e como ele virou o músico mais popular do planeta

Foto: Divulgação.

Ele é rapper, cantor, produtor musical, compositor, ator, empresário e também é nominado como o músico mais popular do mundo desde de 2016 – Ufa e não para por aí! Drake já ganhou um Grammy, três Juno Awards e seis BET Awards. Nos EUA, ele obteve o feito histórico de colocar sete músicas simultaneamente entre as dez mais ouvida do país. Além disso, ele já empilha 31 músicas no Top 10 americano, contra nada menos 30 canções da eterna lenda Michael Jackson. Na Billboard  colocou 12 músicas no número 1 das “Hot Rap Songs” e 14 nas “Hot R&B/Hip-Hop Songs”. Ele é, ao lado de 50 Cent, o único artista a ter ficado simultaneamente nos três primeiros lugares dessa parada.

É minha gente, com toda essa trajetória de sucesso não foi nenhuma surpresa que Drake venceria French Montana na nossa PopEnquete. Como vocês já sabem, o campeão ganha uma biografia – Então vamos conhecer um pouco da história e trajetória de Drake que passou de astro teen para rei do rap!

Quem é Drake?

Aubrey Drake Graham, mais conhecido como Drake, nasceu no dia 24 de outubro de 1986. É rapper, cantor, compositor, produtor, empresário e ator nasceu e foi criado em Toronto no Canadá. Vindo de uma família humilde e filho único de  Sandi Graham, uma professora, e Dennis Graham, um baterista, que trabalhou com Jerry Lee Lewis. Seu pai é afro-americano, nascido em Memphis, Tennessee, e a mãe de Drake é canadense, descendente de ingleses.

Pais de Drake: Sandi Graham e Denis Graham

Quando tinha 5 anos, Drake viu seus pais se divorciarem, por isso ele acabou vivendo entre dois bairros. O artista foi criado por sua mãe em Toronto, tendo vivido nos bairros de Weston Road e Weston Red Wings, no subúrbio da cidade,  até se mudar para o bairro nobre de Forest Hill e e também passou alguns verões em Memphis com seu pai.

Drake até hoje comenta com muito carinho os esforços da mãe para cria-lo e em uma entrevista para a VIBE fala de um episódio bem especial da sua infância quando mudaram para Forest Hill:

“ela queria o melhor para sua família. Ela encontrou uma metade de uma casa em que poderíamos viver. As outras pessoas ficaram com a metade de cima e nós ficamos com a metade de baixo. Eu vivia no porão, por opção, e minha mãe vivia no primeiro andar. Não era grande, não era luxuosa. Era o que se podia pagar.”

Drake e sua mãe Sandi Graham

Sua mãe sempre acreditou que Drake tinha talento, então sempre o incentivou em tudo que podia. Assim como Sandi, seu pai também o encorajava. Dennis Graham costumava se apresentar pela cidade com sua banda, e quando Aubrey estava com ele, costumava ir junto e eventualmente ele subia no palco e integrava em suas apresentações cantando algumas músicas, isso apenas com 7 anos de idade.

Carreira

Com 15 anos Drake começou sua carreira como ator. Seu primeiro grande papel foi na série de TV canadense “Degrassi: The Next Generation”, onde, entre 2001 e 2005 fez o papel de Jimmy Brooks no drama teen.  A série contava a vida de adolescentes que estudam na escola de Degrassi em Toronto e enfrentam problemas quotidianos da adolescência como pressão, imagem própria, identidade sexual, drogas e violência na escola. Ele participou nada menos do que 138 episódios.

Degrassi: The Next Generation

Porém, a carreira de ator não foi muito longe. Nesse tempo, Aubrey já se dedicava a música, e as vezes até chegava nas gravações cansado, pois ele ia gravar em um estúdio de uma cidade próxima a Toronto e de lá ia direto gravar as cenas da série, ele chegava 5 horas da manhã no camarim e dormia até as 8 até começar as gravações. Depois de ser demitido da série, Aubrey decidiu dar um tempo e ver onde a musica o levaria.

Em fevereiro de 2006, sua carreira como cantor começou a alavancar. Drake lançou neste momento sua primeira mixtape chamada “Room for Improvement”, a qual foi disponibilizada através de seu site e na página oficial do MySpace. A partir daí, um ano depois ele lançou outra mixtape chamada “Comeback Season” que acabou chamando atenção de grandes Artistas, e por fim, ele assinou contrato com a gravadora Young Money do rapper Lil Wayne.

Em 15 de setembro de 2009, foi lançado “So Far Gone”,  um EP de sete faixas em que cinco das faixas eram da mixtape original. O álbum estreou como número 6 na Billboard 200 . Desde então, o disco foi certificado ouro pela RIAA (Associação da Indústria de Gravação da América) com mais de 500.000 cópias vendidas nos Estados Unidos. Em 18 de abril de 2010, o álbum ganhou Rap Gravação do Ano no Juno Awards 2010.  “Best I Ever Had” foi o primeiro single a ser lançado, vamos conferir:

Primeiro Álbum: Thank Me Later (2010 – 2011)

Capa do Álbum “Thank Me Later”

Após alguns prorrogações, em junho de 2010 Drake lançou seu primeiro álbum de estúdio, “Thank Me Later”. e só na primeira semana de lançamento do EP, o rapper vendeu  nada menos que 447 mil cópias e estreou-se no número 1 na Billboard 200.

Em 8 de março de 2010, Drake lançou seu primeiro single intitulado “Over”. A canção teve uma boa aceitação pelo público e pela crítica e obteve um ótimo desempenho comercial.

A música  atingiu o número 14 na Billboard Hot 100, chegando também o topo da Billboard Rap Songs. “Over” recebeu igualmente uma nomeação para Melhor Performance de Rap Solo na 53ª edição do Grammy Awards, em 2011.

 

Segundo Álbum: “Take Care” (2011-2012)

Capa do Álbum “Take Care”

Em 17 de novembro de 2010, foi anunciado o segundo álbum de estúdio do musico, “Take Care”.   O álbum segue o sucesso de “Thank Me Later” e  também ficou no primeiro lugar das paradas dos Estados Unidos e do Canadá e os singles “Take Care” (a primeira parceria com Rihanna) e “The Motto” ficaram entre dez mais.

Nesse álbum, Drake revelou muitas habilidades e estreou sua parceria criativa com produtor e engenheiro Noah “40” Shebib, que primeiro apresenta o seu som distinto em mixtape So Far Gone. Noah trabalhou grande parte da produção do álbum que se tornou mais coeso do que “Thank me Later”, muitos consideram até hoje esse o melhor álbum do artista. O EP também estreou na Billboard 200 com vendas superiores a 631 mil sendo a terceira maior lançamento de 2011.

Terceiro Álbum: “Nothing Was The Same” (2013)

O terceiro álbum de estúdio do canadense, “Nothing Was The Same” foi lançado em 23 de setembro de 2013 e já estreou no primeiro lugar da Billboard 200, vendendo 658 mil na primeira semana. Também foi o sétimo álbum mais vendido nos EUA em 2013.

Mixtape Surpresa (2015) 

Capa do mixtape “If You’re Reading This It’s Too Late”

Em 2015, Graham lançou duas mixtapes. A primeira em 13 de fevereiro de 2015, intitulada  “If You’re Reading This It’s Too Late”que ganhou disco de platina dupla. O lançamento aconteceu  sem nenhum aviso prévio no iTunes e, estreou na primeira posição da tabela norte-americana Billboard 200, com 535 mil unidades vendidas em apenas três dias, Drake revelou que o projeto foi uma experiência para agradar todos seus fãs, já que muitos pedem um álbum pesado contendo apenas rap, e ele gosta de várias entre muitos estilos.

Lembra da canção“Hotline Bling”?! Então ela faz parte dessa primeira mixtape.  Pois é, o single foi lançado em 31 de julho de 2015 lançou e é uns dos singles de maior sucesso de sua carreira e um fenômeno viral, especialmente depois do lançamento do vídeo da canção.

Já a segunda mixtape do artista, “What a Time to Be Alive”,  foi lançada em 20 de setembro do mesmo ano. O projeto teve a colaboração do rapper americano Future. Essa mixtape se tornou-se mais um número um para o canadense nos EUA e Canadá,  movendo 375.000 unidades equivalentes a vendas na sua primeira semana de disponibilidade comercial.

Quarto Álbum: “Views” (2016)

Em abril de 2016 nasceu mais outro álbum de sucesso de Drake, “Views”. Com mais de 1 milhão de cópias vendidas na primeira semana, o EP quebrou records atrás de records, conseguindo atingir a primeira posição dos Charts da Billboard, onde até o momento ele não havia chegado. Além disso, “One Dance”, um dos singles de “Views” conseguiu chegar na marca de 1 bilhão de reproduções no Spotify.

Para alavancar mais ainda o sucesso de Drake. Ele juntou-se mais uma fez com Rihanna para eles gravaram 2 singles juntos: “Work” e “Too Good“.  Ambos os singles tiveram números considerados no mundo musical. Pra se ter uma ideia “Too Good”,  chegou ao nº 3 no Reino Unido e 14 nos EUA.

Coletânea: “More Life” (2017)

Capa ofical do Álbum.

Em março de 2017, Drake lançou um álbum de coletâneas só de originais que apelidou não de “álbum”, mas de “playlist”, “More Life”, o qual o título provém de uma expressão informal jamaicana, com que se deseja bem a alguém.

Esse EP também contou com várias participações de rappers como os americanos Quavo, Travis Scott, Kanye West, 2 Chainz, Young Thug,  os britânicos Giggs e Skepta, assim como as dos produtores  britânico Sampha e do sul-africano Black Coffee.

A sonoridade de “More Life” vai do dancehall, grime, afrobeat, house ao trap, passando obviamente pelo rap. Ainda, segundo o site Comunidade Cultura e Arte,  “o álbum não é tão uniforme como um álbum, é mais uma colectânea de músicas de Drake, definitivamente mais prazeroso que o seu projeto anterior “Views”.

Com esse trabalho diferencial, Drake conseguiu novamente chegar no top musical nos EUA e Canadá, onde ele alcançou novamente à liderança da principal parada de álbuns daqueles países, devido principalmente aos números de streamings (das 505 mil unidades equivalentes de vendas, “apenas” 226 mil constituíram vendas de álbuns em termos tradicionais). Já no Reino Unido, “More Life atingiu” o segundo lugar nas paradas musicais. Além disso,  o disco atingiu recordes de reproduções no Spotify e no Apple Music.

Quinta Álbum:  “Scorpion” (2018)

Capa do Álbum “Scorpion”

A trajetória do quinta álbum do rapper “Scorpion” começou de uma meia “humilde” com o single “God’s Plan, em janeiro de 2018. O videoclipe da canção causou um furor a nível mundial, pois nele Drake aparecia em vários cenários diferentes doando dinheiro para as pessoas. O single chegou ao nº 1 dos EUA e do Reino Unido, tal como “Nice For What”, lançado em março de 2018. “Nice For What” ganhou clipe no mês seguinte.

Enfim, no dia 28 de junho 2018, o tão esperado “Scorpion” foi lançado. Para o lançamento, o canadense pensou em algo diferente e muito inteligente: em plena era digital, o astro lançou um CD duplo com dois lados, onde cada um conta com um estilo diferente.

Dois meses após o lançamento do EP, o músico estrela mais uma canção e videoclipe de “In My Feelings”, e desta fez ao lado da estrela LaLa Anthony. Em uma produção  envolvente e cheia de polêmicas a cerca de “Quem é essa tal de Kiki” – a felizarda que ganhou até canção do galã.

 

SHOPPING

Inscrever-se na Newsletter

Written By

Jornalista, nascida e criada na jovem capital da esperança, Brasília. Começou sua carreira em uma rádio comunitária, logo depois trabalhou em uma rádio na cidade de Salamanca, na Espanha. Descobriu que gosta de escrever em 2016, quando foi se aventurar na arte da redação para uma empresa em Cidade do Cabo, na África do Sul. Apaixonada por música escuta um pouco de tudo, desde clássica à funk, passando pelo samba, pop, MPB e rock, mas confessa ter uma caidinha por heavy metal. Ama viajar, é fascinada por conhecer novas culturas e pessoas e sonha com o dia em que dará a volta ao mundo!

Mais Populares

Anitta. Foto: Divulgação Anitta. Foto: Divulgação

Anitta lança novo perfume íntimo ‘Puzzy by Anitta’

Brasil

Van Gogh. Foto: Divulgação Van Gogh. Foto: Divulgação

Exposição Van Gogh Live 8K já está em cartaz no Rio; saiba mais

Notícias

Mari Fernandez Mari Fernandez

“Eu Quero Recair” é último lançamento do DVD de Mari Fernandez feat Simone & Simaria

Brasil

Anitta. Foto: Divulgação Anitta. Foto: Divulgação

Anitta e Cimed lançam perfume íntimo, ‘Puzzy by Anitta’

Brasil

Advertisement
Inscrever-se na Newsletter

Copyright © PopNow 2017 - 2022. Todos os Direitos Reservados.

Connect
Inscrever-se na Newsletter

Skip to content