UOL HOST: Hospedagem de sites, Loja Virtual, Registro de domínios
http://api.clevernt.com/100d4eb6-cde0-11eb-a592-cabfa2a5a2de/ ...
Connect with us
https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js
Nego do Borel. Foto: Reprodução/Instagram (@negodoborel)

Brasil

Em crise, Nego do Borel adia gravação de DVD

Nego do Borel. Foto: Reprodução/Instagram (@negodoborel)

O cantor Nego do Borel decidiu adiar a gravação do DVD, que aconteceria na próxima terça-feira, dia 29, na cidade do Rio de Janeiro.

Em nota, a assessoria de imprensa da Sony Music, gravadora de Borel, disse que se solidariza com todas as causas LGBTQ+, de quem Nego foi acusado de preconceito.

O DVD contaria com participações especiais, como a da dupla sensação Maiara e Maraisa, além do cantor Felipe Araújo. Uma nova data ainda não foi divulgada.

Veja a nota:

Em respeito às pessoas que feriu e à toda a comunidade LGBTQ+, o cantor irá adiar o projeto. Não se trata de um momento de celebração, mas de reflexão e respeito. A data de 29 de janeiro também convida a todos para um momento de atenção especial, por se tratar do Dia Nacional da Visibilidade Trans.

Nego se pronunciou nas redes sociais, se desculpando pelos últimos acontecimentos, mas sentiu a necessidade de adiar a gravação do novo DVD, também em respeito ao trabalho de todos os artistas que participariam do projeto.

A Sony Music se solidariza com todos que têm sofrido algum tipo de constrangimento e discriminação e reafirma o compromisso com a promoção da igualdade de gênero, sexual, étnico-racial, religiosa, repudiando toda e qualquer manifestação de preconceito com todos os grupos sociais historicamente discriminados nesse país.

O Caso

Nego do Borel foi acusado de preconceito ao se desentender com a modelo Luisa Marillac. A ação, que aconteceu no Instagram, rapidamente teve repercussão negativa. No último domingo, 20, no ensaio de seu Bloco das Poderosas, no Rio de Janeiro, Anitta foi vaiada ao chamar ao palco o funkeiro. Em resposta, a carioca disse que não compactua com as ações do cantor.

Nego do Borel já havia se envolvido em polêmica com o movimento LGBTQ+ em 2018. O cantor se vestiu de mulher e beijou um homem no clipe de “Me Solta”. Foi a derradeira.

Fãs do artista o acusaram de “Pink Money“, pratica tida como o aproveitamento das causas LGBTQ+ para faturar. Outra cantora que caiu na mesma situação foi Jojo Todynho. A estrela de “Que Tiro Foi Esse” lançou, em 2018, diversas faixas em menção às causas LGBTs, mas em suas redes sociais, militava à favor do atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, tido como símbolo de desapoio às causas da classe.

Em suas redes sociais, Nego do Borel se desculpou pelas palavras de ofensa.

SHOPPING

Inscrever-se na Newsletter

Written By

Jornalista, publicitário e diretor de jornalismo do PopNow, trabalha na área há 8 anos. Amante de música Pop e uma boa leitura, já foi a tantos shows que nem consegue lembrar. Já cobriu eventos como Rock in Rio, Lollapalooza Brasil, conheceu o Papa e busca o sucesso do portal.

Mais Populares

A$AP Rocky confirma que está namorando Rihanna; ‘Ela é a certa’

WOW!

IZA IZA

IZA divulga capa oficial da nova música, ‘Gueto’

Brasil

Juh Boachat. Foto: Reprodução Instagram Juh Boachat. Foto: Reprodução Instagram

Conheça Juh Boechat, nova aposta do cenário musical; cantora lança seu primeiro single ‘In Luv’; confira

Música

Demi Lovato se assume como não-binária em depoimento no Instagram; leia a tradução

WOW!

Advertisement
Inscrever-se na Newsletter

Copyright © PopNow 2017 - 2021. Todos os Direitos Reservados.

Connect
Inscrever-se na Newsletter