#TBT

#TBT: Animações clássicas que ganharam versões em live action

Por: Thuane Kuchta

Quem nasceu até a década de 90, certamente se viu passando horas na frente da TV se divertindo com desenhos animados – Inspetor Bugiganga, Os Muppets, Pica Pau, Scooby- Doo, Os Flinstones, e muitos outros.

Passadas anos do lançamento destas clássicas animações, alguns deles deixaram de ser atrações exclusivamente infantis e foram parar nas telas de cinema, e o melhor, em versão live action! E nós do Pop Now te convidamos a relembrá-los nesse #TBT mais que especial.

Pronto para começarmos?

Os Smurfs

Estas criaturinhas adoráveis, que vivem em casas de cogumelos e vestem toquinhas brancas, foram criadas em 1952 pelo cartunista Peyo, na Bélgica.

Eles apareceram pela primeira vez numa história dos quadrinhos e nos anos 80, os personagens ganharam sua própria série de TV. Foram 256 episódios, produzidos durante oito anos.

Em 2011 viraram estrelas do cinema contando com Neil Patrick Harris – o Barney, de “How I Met Your Mother” – no elenco.

Dois anos depois, o segundo filme da franquia chegava às telonas.

As Tartarugas Ninjas

Um grupo de heróis composto por quatro tartarugas mutantes, mestres nas artes marciais dos ninjas, que estão passando pelos tormentos da adolescência e que vivem nos esgotos de Nova York. É, pode parecer um conjunto muito específico de bizarrices, mas é exatamente isso que faz das Tartarugas Ninjas uma turma tão única!

O grupo é formado pelo líder Leonardo, o rebelde Raphael, o bem-humorado Michelangelo e o cérebro Donatelo que nasceram como personagens de quadrinhos em 1984, mas que logo viraram astros da televisão.

De 1987 a 1996, as tartarugas fizeram muito sucesso na série que levava seu nome. Por conta da popularidade, três filmes foram lançados na época: em 1990, 1991 e 1993.

Infelizmente, o terceiro capítulo da saga fracassou acabando com a franquia na tela grande – ou ao menos temporariamente. Na  TV, no entanto, as tartarugas mutantes ganharam mais uma chance. Em 2003, uma nova série animada foi lançada, sendo exibida durante seis anos. Enquanto isso, um longa de animação em 3D era produzido, “As Tartarugas Ninja: O Retorno“, lançado em 2007.

Anos depois, Michael Bay, diretor de franquia “Transformers“, anunciou que iria produzir um reboot dos personagens.  “As Tartarugas Ninja” (2014) foi sucesso de bilheteria, mas desagradou os críticos e os fãs das aventuras anteriores.

Mesmo assim, o filme ganhou mais uma sequencia em 2016.

Speed Racer

Sonho de consumo de toda criança do fim da década de 60 e nascida no início da década de 70, o Mach 5 era o veloz carro do Speed Racer, série de mangá e anime criada por japoneses.

Em 1967 a Tatsunoko Productions adaptou o mangá para uma série animada de 52 episódios de meia hora, o que rendeu ao personagem uma popularidade absurda.

E, em abril de 2008, “Speed Racer” foi transformado em um filme produzido pelos estúdios Warner, arrecadando mais de 90 milhões de dólares em bilheteria somente nos Estados Unidos.

Os Flinstones

Há mais de 60 anos a televisão americana exibia sua primeira série de animação em horário nobre, “Os Flintstones“. O programa mostrava o cotidiano de um típica família de classe média, mas com uma diferença: eles viviam na Idade da Pedra!

Essa inusitada combinação foi a principal fonte de piadas da série em seus seis anos de duração, entre 1960 e 1966.

O desenhou acabou transformando a produtora Hanna-Barbera numa gigante da televisão americana, que durante anos produziu vários versões menos inspiradas da série, como “Os Jetsons“.

A série deu origem a dois filmes. No primeiro, “Os Flintstones“, Fred era vivido pelo ator John Goodman.

No segundo, “Viva Rock Vegas“, seu intérprete era Mark Addy. Apenas o primeiro foi sucesso de público.

Curiosidade:

O tema musical “Meet The Flinstones” ficou tão famoso quanto o desenho e também sonorizou o filme, produzido pela Universal e lançado nos cinemas em 1994, com orçamento estimado em 45 milhões de dólares.

Zé Colmeia

O urso foi criado em 1958 como coadjuvante de Dom Pixote, mas, em quatro anos, ganhou uma aventura solo, na qual aparecia ao lado de colegas como Leão da Montanha, Duque e do inseparável companheiro Catatau.

No Brasil, Zé Colmeia pôde ser assistido em três emissoras entre as décadas de 1960 e 1990: Globo, Band e a extinta Manchete, sempre com sucesso. O canal por assinatura Cartoon Network também transmitiu o desenho.

E, depois do enorme sucesso, também ganharam versão na telona.

Scooby-Doo

“Se não fossem por essas crianças intrometidas”

Scooby-Doo dispensa apresentações não é? Por isso que até hoje podemos vê-los na televisão solucionando casos misteriosos, sendo uma das franquias mais queridas de todos os tempos.

O desenho já foi exibido no Brasil pela TV Tupi, Rede Manchete, Rede Globo e atualmente no SBTBoomerangTooncast e o canal Cartoon Network.

Criado por Joe Ruby em 1969, o desenho também produzido pela Hanna-Barbera, teve 27 temporadas e quase 500 episódios, ganhando o seu primeiro longa-metragem de live action em 2002, e uma sequência dois anos depois.

Se liga nesse elenco:

Sarah Michelle Gellar – nossa eterna caçadora de vampiros Buffy – como Daphne, seu boy na vida real, Freddie James Prinze, do clássico ”Eu sei o que vocês fizeram no verão passado” como Fred, Linda Cardellini de “Freaks and Geeks” como Velma e Matthew Lillard como o carismático Salsicha.

O filme contou com a participação no mínimo engraçadinha da banda Sugar Ray:

Ah, e vale lembrar que a trilha sonora do filme também conta com os canadenses do Simple Plan (Quem tinha o DVD deve lembrar do clipe que vinha como bônus rs).

E não é o que os meninos também cantam na abertura de uma das tantas versões do desenho?!

Garfield

O gato mais preguiçoso e faminto do mundo surgiu como personagem de tirinhas de jornal criado por Jim Davis em 1978.

Dez anos mais tarde, tamanho o sucesso das tirinhas, publicadas em mais de 2.500 jornais ao redor do mundo, víamos o gato laranja mais carismático de todos nas telinhas.

O sucesso se repetiu e Garfield, amante de uma boa comida, acabou ganhando o papel principal nos cinemas em 2004. O filme foi dirigido por Peter Hewitt e estrelado por Breckin Meyer, Jennifer Love Hewitt e Bill Murray (ator que dá voz a ele).

O gato laranja apareceu nas telonas uma segunda vez em 2006. Os dois filmes faturaram, juntos, US$350 milhões mundialmente.

Mogli – O menino lobo

A animação que encantou muita gente no final dos anos 60, produzida pela Walt Disney Pictures, é baseada no livro “The Jungle Book ” de Rudyard Kipling, tendo várias versões lançadas em VHS e DVD.

E, em 2016, foi a vez do longa ganhar sua primeira versão em live action que contou com muita tecnologia, uma vez que o único ator de fato no set foi o novato Neel Sethi, que vive Mogli. As demais criaturas foram feitas em computação gráfica, assim como os cenários, que encheram os olhos com suas cores vivas.

Agora em 2018, a animação ganhou mais uma versão que está prevista para ser lançada no ano que vem.

Dumbo

Dumbo estreiou em 23 de outubro de 1941, sendo o quarto longa-metragem de animação dos estúdios Disney, fazendo parte da sua lista de clássicos.

A história é baseada em “Dumbo” da escritora Helen Aberson e do ilustrador Harold Pearl, mas há quem diga que há uma trama real e trágica que de fato inspirou a animação (em uma rápida pesquisa no Google é possível encontrar algumas evidências).

A animação é facilmente considerada uma das mais fofas (e um pouco tristinha) de todas, e ganhou sua versão live action que está prevista para ser lançada em março do ano que vem!

Rei leão

Os grandes fãs de “O Rei Leão” já assistiram o filme centenas de vezes se emocionando do mesmo jeitinho, além de recitarem os diálogos de memória, cantarem a trilha sonora e até adotarem o “hakuna matata” como seu lema de vida.

Lançado 1994, Rei Leão foi aclamado pela crítica e público, que elogiou o filme pela sua música, enredo e animação, ganhando dentre vários prêmios, o Oscar de Melhor Trilha Sonora Original e o Globo de Ouro de Melhor Filme Comédia ou Musical.

O filme saiu de cartaz como a maior bilheteria daquele ano e foi a segunda maior bilheteria de todos os tempos, perdendo apenas para “Jurassic Park“.

Mas o que esse filme tem de tão especial? Bem, tudo! O que torna a noticia de que teremos uma live action simplesmente difícil de suportar. Imagina gente, rever tudo aquilo em 3D?

Não é a toa que se tornou o trailer mais visto da Disney! Recebemos essa confirmação no próprio Twitter oficial da empresa, que confirmou que o trailer da nova animação do filme bateu um importante recorde, recebendo o título de trailer “debutante” mais assistido da história da Disney, com 224,6 milhões de visualizações.

Por pouco o novo “O Rei Leão” não se tornou o mais visto da história – este título ainda é do filme “Vingadores: guerra infinita“.

Pois estamos ansiosos! A data de lançamento para o novo “O Rei Leão” está prevista para 19 de julho de 2019. Ah, não esqueçam os lencinhos! rs

E já que estamos em clima de nostalgia…

Quem lembra?

Foto: Buzzfeed

Nunca um copo de requeijão fez tanto sucesso. E com essa foto só me vem um pensamento em mente: “Meu Deus, por que eu não escondi esse copo de mim mesma quando era pequena?”

E, o que dizer desse álbum da Ping Pong?

Foto: Buzzfeed

Que vinham NESTA EMBALAGEM!

Foto: Buzzfeed

Ou no jogo lançado no mesmo ano do filme que possui dez fases, sendo seis como Simba filhote e quatro fases como Simba já adulto.

Hum, tô pensando em pedir de natal minha infância/adolescência de volta. Pode produção?

#Saudades #OldandGold 

#TBT: Animações clássicas que ganharam versões em live action
To Top