UOL HOST: Hospedagem de sites, Loja Virtual, Registro de domínios
...
Connect with us
https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js
Foto: Reprodução Instagram

Brasil

Melim canta Djavan em novo álbum ‘Deixa Vir do Coração’

Foto: Reprodução Instagram

Cantando o amor com a proeza de quem sabe trazer leveza e aflorar sentimentos, a banda Melim lança hoje o seu mais novo projeto, “Deixa Vir do Coração”. Composto por 13 canções que contemplam a carreira de um dos maiores e mais importantes nomes da cultura nacional de todos os tempos, Djavan, o álbum traz releituras de hits como “Se“, “Eu te devoro”, “Flor de Lis”, incluindo a participação mais que especial de Djavan na canção “Outono“.

O álbum completo chegou nas plataformas de streaming hoje, véspera do Dia dos Namorados, pela Universal Music, marcando a primeira vez que um compilado de músicas do artista alagoano é regravado no formato digital.

Ouça:

A Melim também irá disponibilizar os vídeos das faixas em blocos semanais no YouTube. Com direção de Ricardo Melchiades, os clipes foram gravados no Reuel Studios, na Ilha do Governador, Rio de Janeiro.  

“Foi numa conversa no carro com meus irmãos que nós três decidimos gravar um disco em homenagem ao Djavan. Me lembro de falar sobre conexão e vontade de realizar algo que batesse meu coração. Djavan está em tudo e a influência dele na nossa música é muito forte”, explica Gabi Melim.

“Ele sempre foi o nosso ‘bam bam bam’ da música, citado religiosamente em todas as entrevistas, além de ser a trilha sonora oficial das turnês, pelas vans, ônibus e after shows nos quartos de hotéis. Acredito que essa homenagem aconteceria mais cedo ou mais tarde”, enfatiza Diogo Melim.

O título Deixa Vir Do Coração foi ideia do produtor musical do álbum, Max Viana (filho do homenageado), e foi retirado de um trecho da música “Se”, coroando e batizando a homenagem dos irmãos Melim ao ídolo.

“Max Viana é um cara que além de muito talentoso é muito vibe boa, humilde e dedicado. A escolha do Max para produzir veio do fato de ele conhecer muito bem a obra do pai por completo, tocou por anos na estrada e nos trouxe a segurança de que a homenagem agradaria ao Djavan, que escolheríamos as músicas certas e que cantaríamos com exatidão todas as letras, melodias e harmonias vocais. Max também conhece o nosso trabalho desde o começo, na verdade até antes de nós três nos juntarmos e nos apresentarmos como Melim. Temos uma relação de amizade e admiração mútua, por isso ele era a pessoa perfeita para realizar o trabalho”, pontua Rodrigo Melim.

As faixas que compõem o mais novo projeto são: “Oceano”, “Lilás”, “Se”, “Eu te devoro”, “Azul”, “Navio”, “Nem um dia” (com a participação de Juliano Moreira, que acompanha a banda durante a carreira, tocando guitarra e violão), “Outono” (o single do álbum), “Acelerou”, “Cigano”, “Flor de Lis”, “Linha do Equador”, finalizando com “Samurai”.

Sobre a segunda participação do álbum, de Juliano Moreira, Rodrigo comenta: “Além de ser o cara que nos inspira diariamente a escutar Djavan, ele conhece muito da MPB e disse que ficou muito feliz com o convite. A música que cantamos juntos foi ‘Nem um dia’ e soa quase como uma celebração. Tem muito carinho envolvido”.

“Juliano é um amigo querido, parceiro de longa data, intérprete supertalentoso e guitarrista fenomenal, um dos maiores consumidores do trabalho do Djavan de quem já tivemos notícia. Espero que esse disco seja recebido com muito amor. Ele foi feito por nós com bastante carinho”, afirma Diogo.

Já a contribuição física de Djavan surgiu de maneira inusitada e talvez “uma das mais inesperadas”, segundo Rodrigo. “Max se encontrou com o pai numa tarde em família e falou sobre o projeto com ele, que adorou a ideia. De forma despretensiosa e espontânea, Djavan comentou que gostaria de participar cantando uma faixa com a gente”, revela.

A notícia foi comemorada. “Quando ele expressou a vontade de cantar com a gente na faixa ‘Outono’ eu quase caí para trás, foi uma felicidade imensa”, conta Gabi, que aproveitou para comentar sobre a fusão de épocas musicais: “O mais bonito de tudo é ver que de alguma forma podemos ser o canal de conexão para o público mais jovem que não conhece a fundo a obra do Djavan, sermos porta-vozes de composições atemporais de tanta riqueza musical e consistência. É um álbum-homenagem de coração, voz e violão ao vivo, a esse artista que é tão importante para nós, para a música e para o mundo”

SHOPPING

Inscrever-se na Newsletter

Written By

Jucilene, pernambucana, nascida em Recife. Sou formada em Serviço Social, mas me encontrei na Publicidade e curso Produção Publicitaria. Sou apaixonada por musica e redes sociais.

Mais Populares

Prêmio Jovem Brasileiro Prêmio Jovem Brasileiro

Prêmio Jovem Brasileiro 2021 inicia a primeira etapa de votação

Premiações

IZA IZA

IZA divulga capa oficial da nova música, ‘Gueto’

Brasil

Poesia Acústica 11 Poesia Acústica 11

‘Poesia Acústica 11’ da Pineapple está formada com clipe gravado neste domingo (30)

Rap/Hip Hop

Juh Boachat. Foto: Reprodução Instagram Juh Boachat. Foto: Reprodução Instagram

Conheça Juh Boechat, nova aposta do cenário musical; cantora lança seu primeiro single ‘In Luv’; confira

Música

Advertisement
Inscrever-se na Newsletter

Copyright © PopNow 2017 - 2021. Todos os Direitos Reservados.

Connect
Inscrever-se na Newsletter