UOL HOST: Hospedagem de sites, Loja Virtual, Registro de domínios
...
Connect with us
https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js
Alok e Mapu Huni Kuin. Foto: Mila Petrillo

Eletrônica

Alok prepara álbum autoral com série documental

Alok e Mapu Huni Kuin. Foto: Mila Petrillo

O futuro é ancestral”. Esse é um tema cada vez mais presente na vida de Alok. A importância de compreender o passado, as tradições e a sabedoria milenar dos povos originários e a utilização da tecnologia como instrumento de impacto e reverberação, é inspiração pura para o artista. Ele acredita que além de possível, é urgente propor um novo imaginário coletivo para o que chamamos de futuro.

 Ao lado da produtora Maria Farinha Filmes, o DJ inicia as gravações de uma minissérie documental que percorre musicalmente a jornada dos ativistas indígenas Célia Xakriabá, Kunumi MC, Mapu Huni Kuin, Tashka Yawanawa, e lideranças musicais dos povos Kariri-Xocó, Huni Kuin, Yawanawa e Guarani. Através de suas sonoridades vão compartilhar experiências, perspectivas e ideias sobre o passado, presente e futuro.

Alok e Mapu Huni Kuin. Foto: Mila Petrillo

As sementes sonoras desse projeto vão dar nascimento ao primeiro álbum autoral da carreira de Alok e sua renda será integralmente revertida para apoio aos povos indígenas participantes. Imerso em um Sonastério, o artista também vai produzir um álbum para cada um desses povos com suas canções tradicionais. Sua intenção é poder colaborar para que os ensinamentos e narrativas indígenas traduzidas em música não se percam no tempo e passem a ser propriedade registrada de suas culturas.

A minha forte conexão com os povos indígenas e meu respeito às suas histórias me despertaram a vontade de promover esta imersão com eles. Juntos vamos compor faixas com os povos Yawanawa, Kariri-Xocó, Huni Kuin e Guarani e os resultados desse trabalho serão integralmente revertidos às suas aldeias”, diz Alok. “É muito importante criar caminhos de acesso à sabedoria da cultura indígena e sua visão de mundo, e a música é um excelente canal para isto. É importante corrigir erros históricos e possibilitar que as novas gerações se orgulhem e valorizem a sabedoria dos povos indígenascompleta o artista.

Com roteiro original de Célia Xakriabá (professora ativista indígena do povo Xakriabá) e Moara Passoni, direção geral de Tatiana Lohmann e ideia original de Estela Renner, Marcos Nisti e Alok Petrillo.

Importante salientar que durante todas as etapas desse projeto os protocolos recomendados pela OMC, Ministério da Saúde e Governo dos Estados em relação à pandemia de COVID-19 estão sendo seguidos rigorosamente com políticas de testagem, confinamento e contratação de CCO e empresa de medicina e segurança do trabalho. Esses procedimentos acontecem em todas as produções, prezando a segurança e bem-estar das lideranças indígenas que já foram vacinadas e da equipe envolvida.  

SHOPPING

Inscrever-se na Newsletter

Written By

Jucilene, pernambucana, nascida em Recife. Sou formada em Serviço Social, mas me encontrei na Publicidade e curso Produção Publicitaria. Sou apaixonada por musica e redes sociais.

Mais Populares

Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Brisa Star lança a romântica ‘Prometi’, confira

Brasil

Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Henrique & Juliano lançam ‘A Maior Saudade’, segundo single do álbum ‘Manifesto Musical’

Sertanejo

Juliette. Foto: Reprodução / Instagram (@juliette) Juliette. Foto: Reprodução / Instagram (@juliette)

Juliette, Tata Werneck e Whindersson são eleitos os melhores Influenciadores do Instagram

Premiações

Foto: Divulgação / Créditos: Francisco Wanderson de Sousa Foto: Divulgação / Créditos: Francisco Wanderson de Sousa

Priscilla Alcantara lança versão acústica de ‘Boyzinho’, faixa do EP ‘Tem Dias (Expansão)’

Brasil

Advertisement
Inscrever-se na Newsletter

Copyright © PopNow 2017 - 2021. Todos os Direitos Reservados.

Connect
Inscrever-se na Newsletter

Skip to content