Michael Jackson. Foto: Reprodução/Instagram (@michaeljackson)
#TBT

Michael Jackson: Veja aqui o #TBT do Rei do Pop

Foto: Reprodução/Instagram (@michaeljackson)

Por: Thuane Kuchta 

Na última segunda-feira (25), marcou 9 anos da morte daquele que foi um dos maiores nomes da indústria cultural: Michael Jackson. Nascido em 29 de agosto de 1958, no estado de Indiana – EUA, Michael morreu em Los Angeles – Califórnia, aos 50 anos de idade, em 2009.

Como passou rápido, não é mesmo? Mas nunca fora esquecido. E é por isso que o #TBT de hoje é mais que especial, relembrando a trajetória brilhante do criador do passinho mais famoso que o quadradinho de oito: Mr. Michael Jackson!

Preparados? Então senta que lá vem história!

JACKSON 5:

Sua carreira começou a decolar ainda na infância, em 1968, quando o grupo dos irmãos talentosos, Jackson 5 formado por Michael, Jermaine, Tito, Marlon e Jackie, sob supervisão do pai, assinou contrato com a Motown. Michael Jackson era o mais novo dos irmãos, mas o que claramente mais se destacou.

E o que dizer então das performances de palco? Crianças talentosíssimas, com desenvoltura, carisma e ótima presença! Não foi à toa que os meninos emplacaram várias músicas nos anos 70, entre elas “ABC”, “I Want You Back” e “I’ll Be There”.

MICHAEL EM CARREIRA SOLO:

Aos 13 anos, Michael lançava sua carreira solo paralelamente ao Jackson 5. Seu primeiro hit, a incrívelGot to Be There”, mostrava uma criança com tamanho poder de voz e sensibilidade. Só ouvindo de novo para entender:

Seu disco de 1972,Ben, continha a balada de mesmo nome que se tornava seu primeiro single número 1. Michael continuava a fazer turnês grandes com o Jackson 5, cada vez mais famosos, chegando a ganhar um desenho na TV, de 1971 a 1973 (Pausa: esse foi o primeiro desenho com personagens negros exibidos na Televisão!)

“Quando o vi dançar, fiquei fascinado. Descobri o que eu queria fazer pelo resto da minha vida.” (sobre James Brown)”

Foi com o álbum “Destiny”, de 1978 que Michael e seus irmãos começaram a escrever as músicas e se revelaram compositores talentosos.

Trabalhando com o produtor Quincy Jones, Michael sacudia o mundo com seu disco solo seguinte, “Off the Wall” (1979), contendo faixas de grande sucesso como Rock with You”, She’s Out of My Life e a vencedora do Grammy Don’t Stop ‘til You Get Enough”.

A recepção bastante positiva de “Off the Wall” ajudava também a carreira dos The Jacksons (nome atribuído após o rompimento com a Motown), que vendia 1 milhão de cópias com “Triumph” (1980).

michael

Em seguida, os irmãos partiram para uma longa turnê para divulgar o disco. Michael, no entanto, começava a focar mais na sua carreira solo e lançava um dueto com Paul McCartney em 1982, com o hit “Say Say Say”.

O single atingiu a 2° posição nos rankings americanos, com vendas superiores a mais de 1 milhão de cópias.

THRILLER:

Um álbum, vários clássicos e um legado eterno. Em 30 de novembro de 1982, Michael lançava o álbum que seria o mais vendido de todos os tempos! Dirigido por John Landis e narrado pelo ator Vincent Prince, o vídeo foi um mega sucesso, impulsionando mais ainda as vendas de “Thriller”.

Veja o making of do clipe:

“Thriller” em si contava apenas com nove músicas, mas sete dessas nove se tornaram Top Ten hits, três se tornaram revolucionários vídeos musicais e uma delas – “Billie Jean – a mais significante performance pop da história, onde em um especial para a TV em homenagem a Motown, Michael  lançou o seu famoso passo de dança “Moonwalk”.

Vale lembrar que “Billie Jean” foi o primeiro videoclipe com um cantor negro a passar na MTV Americana. E depois de seu lançamento, os clipes nunca mais foram os mesmos, tampouco a MTV, que começava a transmitir mais e mais artistas negros.

O ACIDENTE:

No auge de sua carreira criativa e comercial, Michael assinou um contrato publicitário com a Pepsi de 5 milhões de dólares. No entanto, foi gravemente ferido enquanto filmava um comercial para o gigante dos refrigerantes, sofrendo queimaduras no seu rosto e no couro cabeludo.

Michael teve que passar por uma cirurgia e acredita-se que tenha começado a fazer plásticas nessa época. Seu rosto e, especialmente seu nariz, seria drasticamente modificado nos anos seguintes.

MAIS SUCESSOS:

Em 1985, MJ mostrava  seu lado altruísta ao cantar e coescrever “We Are the World” – música feita para arrecadar fundos ao USA África e gravada ao lado de pesos-pesados da música pop como Lionel Richie, Ray Charles, Bob Dylan, Willie Nelson, Bruce Springsteen e Tina Turner.

O sucessor de “Thriller” veio em 1987 com Bad”, que também chegou ao topo das paradas, com cinco faixas no n°1, incluindo Man in the Mirror”,The Way You Make Me Feele a faixa-título.

NEVERLAND:

Criado como testemunha de Jeová, Michael era uma pessoa tímida e introspectiva. Ele nunca se sentiu confortável com toda a atenção recebida da mídia e raramente dava entrevistas. No final dos anos 80, criou o seu retiro de fantasia – um rancho na Califórnia chamado Neverland.  

neverland

Nessa época, começaram os rumores que ele estava clareando a pele para parecer branco e dormindo em um quarto especial para aumentar seu tempo de vida.

O GAME DE MOONWALKER:

Fã, colecionador e entusiasta dos jogos eletrônicos, Michael não mediu esforços para transformar a sua arte em um produto completo, capaz de transpassar todas as mídias. E assim ele fez em 1990, quando você podia-se ouvi-lo, assisti-lo e, direto dos fliperamas, controlá-lo em Michael Jackson’s Moonwalker.

BlACK AND WHITE:

Em 1991, Michael lançava o LP “Dangerous”, que transitava do clássico ao hip hop e gospel, do R&B para o funk, e do funk para o rock. E foi neste LP que veio o hit Black and White, em que o clipe da música tinha participação do ator mirim Macaulay Culkin de “Esqueceram de Mim”.

Sua música continuava a ter grande sucesso mundial nos anos seguintes. Em 1993, Michael se apresentava em eventos importantes, incluindo o programa de intervalo do Superbowl XXVII.

Ele também dava uma rara entrevista na TV para Oprah Winfrey, na qual explicava que a mudança do tom de sua pele era resultado de uma doença chamada vitiligo e foi lá que contou sobre os abusos que sofria de seu pai na infância.

O CLIPE MAIS CARO DA HISTÓRIA:

A carreira musical de Michael começou a se abalar com as recepções mornas de “HIStory: Past, Present and Future, Book I” (1995), que trazia alguns de seus hits de início de carreira e músicas novas, como “You Are Not Alone.

Mas foi o seu dueto com a irmã Janet Jackson em Screamque lhes rendeu um Grammy de Best Music Video Short Form, sendo considerado o clipe mais caro da história, custando 7 milhões de dólares.

Foi nessa mesma época que pudemos conhecer a faixa They Don’t Care About Us”, com o clipe gravado aqui no Brasil!

ACUSAÇÕES E EXCENTRICIDADE:

Em 2001, época do lançamento de “Invincible”, Michael era mais conhecido por sua personalidade excêntrica, sendo assunto de cada vez mais manchetes em tabloides.

E embora o álbum tenha vendido bem, suas “esquisitices” começaram a sobrepujar seu talento – ele aparecia algumas vezes em público com uma máscara cirúrgica e escondia o rosto de seus filhos com véus.

michael-jackson (2)

Em seguida, recebeu muitas críticas por colocar seu filho Prince Michael II para fora da janela de um hotel em Berlim, enquanto saudava os fãs (episódio muito conhecido).

E em 2005, sofreu acusações de abuso sexual infantil de um menino de 13 anos e foi julgado, com enorme repercussão. Michael foi inocentado, mas sua vida, já não era mais a mesma.

Voltando à sua música, vale relembrar essa aparição de Michael diretamente do MTV Awards de 2001 enquanto o N’Sync se apresentava!

THIS IS IT:

Em 2009, Michael anunciava que faria uma série de shows em Londres. Houveram dúvidas se sua saúde frágil lhe permitiria fazer 50 shows, mas os planos continuaram e todos os ingressos da turnê This Is It, que começaria em 8 de julho na O2 Arena, foram esgotados em apenas quatro horas.

this-is-it-michael

MORTE REPENTINA:

Contudo, Michael Jackson não pôde ver o sucesso antecipado dos shows materializado: em 25 de junho de 2009, sofreu uma parada cardíaca em sua casa, em Los Angeles.

O cantor foi levado às pressas ao hospital, mas não resistiu e foi declarado morto naquela manhã, com 50 anos de idade. A causa teria sido uma overdose de drogas legais, dadas por seu médico, Dr. Conrad Murray – condenado por homicídio culposo em 2011.

XSCAPE

xscape

Lançado em Maio de 2017, “XSCAPE” foi o  segundo álbum póstumo de Jackson, disco que teve um tempo muito maior para ser feito comparado ao primeiro intitulado “Michael”, recebendo produção de Timbaland – famoso colaborador de Justin Timberlake e Beyoncé.

O disco com 8 faixas inéditas do cantor, teve como destaque e single a cançãoLove Never Felt So Good, que na edição de luxo incluia a participação de Justin Timberlake e que chegou a render até um videoclipe.

A ALEGRIA, A FRAGILIDADE E A TRANSCENDÊNCIA

michael-jackson-2

“A magia, a maravilha, o mistério e a inocência do coração de uma criança são as sementes de criatividade que vão curar o mundo. Acredito nisso!”

Michael não teve uma infância comum, o que marcou profundamente sua personalidade. Mas antes de qualquer julgamento, mesmo no meio do circo que o cercava, uma coisa é certa: Michael Jackson conseguiu ultrapassar as fronteiras raciais na cultura e redefiniu as possibilidades da música popular em uma escala global. Michael deixou para trás um dos catálogos mais impressionantes da história da música. Seu trabalho foi multimídia de uma forma nunca antes experimentada, tendo como marca da sua arte, a fusão – unindo diferentes estilos, gêneros e recursos para criar algo inteiramente novo.

Assim, Michael Jackson construiu sua imagem de Rei do Pop, uma categoria própria que, para seus amantes, jamais foi arranhada, nem mesmo pelos escândalos de sua vida privada, amplamente disseminados pela mídia global nos últimos anos.

Por isso, viva o eterno Rei do Pop!

 

Michael Jackson: Veja aqui o #TBT do Rei do Pop
To Top