UOL HOST: Hospedagem de sites, Loja Virtual, Registro de domínios
Rouge. Foto: Reprodução/Carol Caminha
Brasil

Exclusivo: Com divergências, Rouge pode chegar ao fim em 2019

Foto: Reprodução/Carol Caminha

PUBLICIDADE

Divergências internas, incompatibilidade de agendas e posicionamento musicais diferentes, esses são alguns dos momentos que passam internamente com o Rouge. Após retorno avassalador em 2017, quando foram atração do Chá do Rouge, festa comemorativa que reuniu a girlband com edições no Rio de Janeiro e em São Paulo, as cinco integrantes atenderam o clamor público e retomaram a carreira do grupo.

Neste novo momento, sem o produtor Rick Bonadio por trás, assinaram como o dono da festa Chá da Alice, que virou empresário do grupo. De lá para cá, assinaram com uma grande gravadora e marcaram, enfim, o retorno triunfal, que abrigou o lançamento de um EP e contrato para a produção de um álbum, que deve ser lançado em 2019.

Mas, segundo duas fontes ligadas à gravadora, há problemas no paraíso. De acordo com as informações obtidas com exclusividade pelo PopNow em dezembro de 2018, este deve ser o último ano de vida do grupo.

As fontes afirmam que Aline Wirley, Fantine Thó, Karin Hils, Li Martins e Luciana Andrade decidiram se reunir para aproveitar a fama do Rouge para consolidarem suas carreiras pessoais. Um fato que comprova a teoria é que todas as integrantes se envolveram em projetos paralelos ainda em 2018, deixando um pouco de lado a carreira da girlband.

“Elas não se falam mais como antes. No início, até que o reencontro foi genuíno, mas o que foi sonho se transformou em contrato. Hoje elas tem um contrato que as prende ao Rouge”, afirma uma das fontes.

Procurada, a assessoria de imprensa do Rouge negou, e se limitou a dizer que “não é real a informação”.

SHOPPING

Exclusivo: Com divergências, Rouge pode chegar ao fim em 2019

To Top