UOL HOST: Hospedagem de sites, Loja Virtual, Registro de domínios
Conecte-se conosco

Brasil

#LollaBR: The xx emociona e encanta público no Palco Onix

The XX. Foto: Camila Cara/ MRossi

Romy Madley/The xx. Foto: Camila Cara/M Rossi – Divulgação.

O trio inglês do The xx, composto por Romy Madley Croft, Oliver Sim e Jamie Smith, mostrou a que veio na última apresentação do dia do Palco Onix, que recebeu os também ingleses do Glass Animals no fim da tarde. Esta foi a segunda vez que o The xx pisou em solo brasileiro – a última havia sido no Popload Festival, em 2013, em uma estrutura fechada e infinitamente menor. Talvez por isso a inclusão da banda no lineup do Lolla tenha gerado tanto debate. Pois bem, se houve quem questionasse a presença dos londrinos em um festival de tamanho apelo popular, dimensão e diversidade de público , isso certamente foi dissipado logo nos primeiros minutos, com “Say Something Loving” e “Crystalised”. O que Romy, Oliver e Jamie fizeram foi transportar mais de 50 mil pessoas para um clima totalmente intimista, com direito a um visual hipnotizante e sonoridade magnetizante.

A morena mais introvertida do The xx dividiu as atenções do público com o furacão chamado Tove Lo. A loira de 29 anos fez a alegria dos fãs mostrando os seios no Palco AXE, algo que já faz parte da cartilha da cantora pop. Romy, por sua vez, segue o padrão britânico e fala somente em ocasiões pontuais e não faz gestos muito espalhafatosos. E vale destacar que nem precisou disso. Os fãs do grupo de indie pop compareceram em número impressivo e cantaram à plenos pulmões os hits (e também as canções novas), fazendo os músicos se sentirem acolhidos e à vontade. Partindo desse ponto, foi 1h15 de um show fluído e gostoso de assistir.

A calorosa recepção aos artistas se manifestou através de berros histéricos, palmas, lágrimas e vozes realmente (!) se sobrepondo aos vocais suaves e afinados de Romy e Oliver em grandes sucessos como “Lips”, “Performance” e “Dangerous”. É curioso perceber que, mesmo se tratando de músicas lançadas há cerca de 2 meses no álbum “I See You”, a empolgação e energia com que todos cantaram fizeram parecer se tratar de hits já consolidados há anos. Dedicação, cumplicidade e amor são as palavras-chave pra troca que houve na relação fãs x ídolos.

Visual e Sonoridade:

Um dos grandes diferenciais do show e responsável por criar uma atmosfera mais íntima da banda com a plateia foi a iluminação, que alternava entre tons de azul, laranja, roxo e rosa. Os refletores praticamente dançavam pela estrutura, ora focalizando somente na vocalista, ora fazendo uma explosão de cores no palco inteiro.

Outro ponto que explica o porquê a apresentação deu tão certo apesar de todos os contras e por se tratar de uma imensa área aberta – o Autódromo de Interlagos – é a sonoridade pura e singular do grupo. O estilo indie é bastante identificável nos três álbuns do The xx – “xx” (2009), “Coexist” (2012) e “I See You” (2017). Mas o mais legal é a versatilidade e talento de todos os membros: Romy e Oliver cantam e tocam; e Jamie é responsável por todas as batidas mais produzidas e empolgantes que contrastam com a vibe predominantemente romântica das canções. Os sintetizadores são um “must-have” nos singles do The xx e produzem um som ainda mais relaxante ao vivo.

Emoção:

“Nós estamos tão felizes de estar aqui.” e “Muito obrigada a todos por este momento” foram alguns dos inúmeros agradecimentos de Romy ao público. Não tinha como ser indiferente ao que estava acontecendo ali, realmente. Gritos de “The xx”, trechos inteiros de canções como “Infinity” somente ‘no gogó’ da plateia e sorrisos estampados. Tudo o que o trio fazia era motivo de comemoração.

O auge da emoção veio na sequência “Intro” e “Angels”, que fecharam da maneira mais emocionante e genial de todas – com direito à ovação tão demorada que os músicos não conseguiram sequer falar. Só visivelmente se emocionar e a vocalista Romy chegou a ir às lágrimas, de fato. “São paulo, vocês são lindos!”, derreteu-se uma última vez a cantora.

Vocês foram lindos e incríveis! Eu estou sem palavras. Gostaria de agradecer cada um de vocês. Nós amamos vocês e esperamos vê-los em breve. Se cuidem e amem uns aos outros! – Romy Madley

Setlist:

  1. Say Something Loving
  2. Crystalised
  3. Islands
  4. Lips
  5. Sunset
  6. Performance
  7. Infinity
  8. VCR
  9. I Dare You
  10. Dangerous
  11. Fiction
  12. Shelter
  13. Loud Places

Bis:

  1. On Hold
  2. Intro
  3. Angels

SHOPPING

Newsletter Signup

Danielle Barbosa
Escrito por

Pós-graduanda, leonina, 24 anos e jornalista da área de entretenimento há 4 anos. Atuei na produção e imprensa de eventos como Rock in Rio (2013, 2015 e 2017), Lollapalooza Brasil, Maximus Festival e Olimpíadas Rio 2016. A música é como uma extensão da minha alma e a diversidade cultural e linguística me fascinam. Livros não podem faltar na minha estante, shows na minha agenda e esportes na minha programação dia-a-dia. Se pudesse me descrever em uma frase na atual fase da vida, esta seria: "Find what you love and let it kill you." BUKOWSKI, Charles.

Os 4 posts em destaque

Trumpas. Foto: DIvulgação. Trumpas. Foto: DIvulgação.

Renan Scharmann faz ensaio via Facetime com Trumpas

Notícias

uRock!: Gabriel Lobo, criador da websérie, fala sobre cinema independente e a importância da arte

Séries

‘Somos livres para fazer o que quisermos’: Nathan Barone fala sobre arte, websérie, vida, sexualidade e muito mais

PopEntrevista

Estrela internacional da Disney, a brasileira Gabriella Di Grecco lança season finale de projeto paralelo

Lançamentos da Semana

Anúncio
Newsletter Signup

Copyright © PopNow 2017 - 2020. Todos os Direitos Reservados.

Conecte-se
Newsletter Signup