UOL HOST: Hospedagem de sites, Loja Virtual, Registro de domínios
http://api.clevernt.com/100d4eb6-cde0-11eb-a592-cabfa2a5a2de/ ...
Connect with us
https://pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

Notícias

Entrevista | Siamese conta sobre projeto visual “Overdose Sessions”

O cantor e compositor Siamese lançou recentemente seu projeto visual “Overdose Sessions”, uma nova versão do EP lançado em 2019.

Assim como o EP original, o projeto visual conta com cinco canções, sendo elas “Iguais”, parceria com a banda Tuyo“Bixa no Rap”, parceria com Danna Lisboa“Vai Voltar”, com Boombeat“Fim”, que ganhou um novo arranjo especialmente para esse projeto; E por fim, “Overdose”, que dá nome ao EP.

Dirigido por Willian Klimpel e Siamese, o projeto é a realização de um sonho de longa data do artista e ele contou um pouco sobre pra gente.

PN: Como é ser um artista negro-não binário LGBTQI+ na cena musical independente de Curitiba? A cidade é acolhedora?

O fato de ser uma corpa QUEER e preta com certeza influencia na forma de como a sociedade recebe meu trabalho.Não podemos esquecer que vivemos num país racista e cheio de preconceitos, aqui em Curitiba não é diferente, mas foi aqui que conheci pessoasque incentivaram a me libertar de padrões reproduzidos pela heteronormatividade. Conseguir me conectar com meu verdadeiro“EU” e experimentar ser quem sou. Nasci no interior do Paraná, numa cidade muito pequena, e por mais “conservadora” que possa ser Curitiba, foi aqui que vi a possibilidade de tornar minha arte possível. Hoje comando e produzo o Bloco Fogosa, primeiro bloco de carnaval com a temática Queer e sonoridade pop, Hip Hop e eletrônico a desfilar no carnaval tradicional de Curitiba.Desde o meu primeiro lançamento busco trabalhar e dar o protagonismo a pessoas pretas, mulheres e LGBTQIA+, produzir com quem a gente se identifica e acredita torna o ambiente mais acolhedor, acredito que quando temos o poder de escolha devemos fazer parte de mudanças necessárias pra uma sociedade mais plural e diversa.

PN: Seu último lançamento foi o “Overdose Sessions”, em parcerias com Tuyo, Danna Lisboa, Boombeat e Klüber. Como foi a experiência de tocar com esses artistas e para você o que significa essas parcerias no meio musical independente?

Foi uma experiência incrível trabalhar com artistas que admiro, além de parceiros na música tenho o privilégio de ter a amizade deles, isso torna o projeto ainda mais especial. É sempre bom estar perto, compartilhar momentos e experiências juntes, cada conversa é um aprendizado, uma troca saudável e transparente. Sinto que fazer parcerias, principalmente no cenário independente, nos dápossibilidade de enxergar nossa arte e a oportunidade de aprender e ampliar a visão sobre formas de como produzir. Cada artista tem sua individualidade, tanto de estilo musical quanto de personalidade, isso cria uma rede onde nossos universos se encontram e criamos algo único para ambos os públicos.A gente fala um pouco de como foi o processo de criação das músicas no documentário que produzimos nos bastidores do Overdose Sessions, serão 5 episódios com lançamento de 1 por semana no meu IGTV, o primeiro episódio já está disponível. Podem aguardar mais novidades e uma mistura gostosa, porque logo tem o lançamento do remix das faixas com a Boombeat, Danna Lisboa e Tuyo. Em “IGUAIS” remix tem produção musical do Machado da Tuyo assinado pelo seu selo FLWVLW, a faixa “BIXA NO RAP” remix tem produção musical do Tirado e a faixa “VAI VOLTAR” remix tem produção musical da Veronicat.

PN: Em 9 de fevereiro do ano passado foi gravada a faixa “Overdose” na Sofar Curitiba edição Summer 2020. A gravação estreou recentemente no youtube, em 20 de abril desse ano. Como foi a experiência de tocar no Sofar?

Cantar no Sofar foi uma experiência única, tem o fator das pessoas não saberem  quem vai se apresentarem cada edição, isso é muito legal e pra mim foi uma sensação nova, o ambiente é bem intimista e deixa você mais próximo de público, é interessante ver como cada pessoa reage música a música. O SofarSounds é reconhecido mundialmente e é importante e urgente ocuparmos espaços que não nos víamos antes, eu tinha o desejo de performar no Sofar e fiquei feliz com o convite em fazer parte da edição Summer 2020, inclusive foi um dos últimos shows que fiz presencialmente antes da pandemia, a produção do evento me recebeu muito bem e o público se jogou na minha performance. Estou ansioso para novas oportunidades de cantar em outras edições ao redor do mundo.

Quero agradecer a vocês do Pop Now pelo espaço e suporte, fiquei feliz em poder mostrar um pouco da minha arte e trocar essa ideia com vocês. Obrigado pelo carinho e me acompanhem nas redes socias e plataformas de streaming. Um Beijo, Siamese.

“Overdose Sessions” é um projeto realizado com recursos do programa de apoio e incentivo à cultura – Fundação Cultural de Curitiba, da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Ministério do Turismo.

Para acompanhar Siamese nas redes sociais e ficar por dentro dos próximos lançamentos:
Instagram: https://www.instagram.com/siamese.lg/
Facebook: https://www.facebook.com/siamese.lg
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCovb8D8iJSB5VbfCDzCC0ow
Spotify: https://open.spotify.com/artist/2OLLRxyUx1qVXo3t8lTZed?si=IPK1hUhgRH-BGKVgQgiBCw

SHOPPING

Inscrever-se na Newsletter

Written By

Mais Populares

A$AP Rocky confirma que está namorando Rihanna; ‘Ela é a certa’

WOW!

IZA IZA

IZA divulga capa oficial da nova música, ‘Gueto’

Brasil

Juh Boachat. Foto: Reprodução Instagram Juh Boachat. Foto: Reprodução Instagram

Conheça Juh Boechat, nova aposta do cenário musical; cantora lança seu primeiro single ‘In Luv’; confira

Música

Demi Lovato se assume como não-binária em depoimento no Instagram; leia a tradução

WOW!

Advertisement
Inscrever-se na Newsletter

Copyright © PopNow 2017 - 2021. Todos os Direitos Reservados.

Connect
Inscrever-se na Newsletter