UOL HOST: Hospedagem de sites, Loja Virtual, Registro de domínios

Teatro

Roberto Fernández, filho de Chaves, se emociona ao ver o musical em homenagem a seu pai.

Roberto Fernández, filho de Chaves prestigia homenagem ao.seu pai.

PUBLICIDADE

Uma historinha bem gostosa de se ver, com canções inéditas e música da série, em 24 de agosto de 1984, a série que teve a estreia  na emissora SBT, Chaves e Chapolin no meio de novelas mexicanas compradas por Silvio Santos. Hoje exibidos Multishow que comprou os direitos de exibição de episódios clássicos e inéditos dos seriados Chaves e Chapolin, produzidos pela mexicana televisa. ne mexicano, Chaves ganha uma homenagem, não só a série como o grande ícone Roberto Gómez Bolaños.

Licenciados pelo Grupo Chespirito e SBT o seu roteiro inédito , traz de volta aquela atmosfera lúdica inicente e saudosista da vila da série, mas que também desse pitadas da vida de Bolañose da sua trajetoria como um grande mestre das artes cênicas e do clow. 

Fernada Maia, diretora do musical diz em entrevista  que :

Foto Stephen Solon



“Roberto era uma pessoas que a gente diria que era multimídia , ele dirigia, atuava compunha, desenhava, tinha seus poemas,  algo de imponderável tinha nessa série. Como essa série fala ainda para muitas pessoas, como as pessoas seguem, acompanham uma série que foi feita em outra época,  com recursos muito rudimentares de TV, 70 e 80, o programa tem outro tempo, hoje o tempo dos programa são mais aceleradas, e como as crianças sentam e veem aquele programa que era feito no ritmo um pouco mais lento, pois era de outra época. 

Tivemos pessoas que vieram falar conosco, absolutamente  apaixonadas pelo projeto, falando como ama o Chaves. “

Ela também fala sobre o Roberto, sobre o olhar dele sobre o mundo:

“O Bolños tem o olhar muito doce, eu olhava muito a foto, e ele tem o semblante muito doce, e ele escolheu ver a vida pela doçura. Ele escolheu esse olhar doce para o mundo, ele escolheu esse olhar tolerante para o mundo, e abraça as suas pessoas com as suas limitações e seus defeitos. “

Com o ambiante totalmente ambientado da entrada do teatro , o público poderá ver uma pequena exposição sobre o Chesperito, que foi criado para os fãs terem uma aproximação e um panorama da vida de Roberto Balños. 

Nesta quarta-feira (28 /08)  , Roberto Gòmez Fernández, filho de Roberto, e a pessoa a frente do grupo Chesperito, veio prestigiar essa grande homenagem a seu pai. 

Foto de Stephan Solon

Em entrevista, ele diz quais são suas expectativas, como ele sente em relação este grande espetáculo e homenagem ao seu pai:

– O que o Chaves representa para você?

É o personagem mais querido da América latina, representando o amor que têm meu pai ao seu trabalho. O emblema mais importante da sua trajetória. 

– Como você se sente tendo seu pai homenageado nos palcos?

Uma honra e orgulho imenso. Já está surpreendendo com o impacto do seu trabalho em todo continente e além. Também uma responsabilidade de preservar o legado de meu pai. 

– Qual foi sua reação quando ficou sabendo da ideia de se montar o primeiro musical oficial sobre o Chaves no mundo? E que ele será feito no Brasil, país que tem uma paixão imensa pelo seriado.

Emocionado por saber que está em mãos de profissionais e talento, com conceito único e original. Meu pai estava preparando um show ao vivo para o Brasil, onde começou a estudar português.Por questões políticas não pode ser realizado. Então esse é o seu sonho se tornando realidade. 

– A receptividade do público está muito positiva. Você vem para a estreia no Brasil, o que espera encontrar visto o carinho do brasileiro pelo personagem?

Conheço a paixão brasileira pelos personagens da vizinhança do Chaves, e sei que encontrarei com grandes manifestações de admiração. Me emociona a ideia de ser testemunha desse carinho pela obra de meu pai. 

– Quais são suas expectativas para o espetáculo?

Que seja um espetáculo reconhecido, e , é claro um grande sucesso.

Após o espetáculo Roberto subiu ao palco muito emocionado, e diz que foi um dos dias mais felizes de sua vida. 

Fotos de Stephan Solon

O espetáculo que já recebeu Tiago Abravanel, neto de Silvio Santos, dono da grande emissora que nos apresentou Chaves, e a apresentadora Maisa, está em cartaz no Teatro Opus  , de sexta-feira a domingo. 

Serviço:

Horários: Sexta-feira, 21h | Sábado, 16h e 20h | Domingo, 15h e 19h

Duração: 120 minutos

Ingressos: à venda pelo site uhuu.com e nas bilheterias do Teatro Opus e do Teatro Bradesco (de R$37,50 e R$140).

Classificação: Livre

Endereço: Teatro Opus (4º Piso do Shopping Villa-Lobos) — Av. das Nações Unidas, 4777 — Alto de Pinheiros — São Paulo

SHOPPING

To Top