Blade Runner 2049. Foto: Divulgação.
Cinema

Oscar 2018: Melhores Efeitos Visuais

Dando sequência à série de matérias sobre o Oscar, hoje vamos conhecer melhor os indicados à categoria Melhores Efeitos Visuais – os profissionais responsáveis por realizar a mágica do impossível para as telas. O filme vencedor do ano passado foi “Mogli: O Menino Lobo.”

E os indicados de 2018 são:

Blade Runner 2049:

Blade Runner 2049. Foto: Divulgação.

Blade Runner 2049. Foto: Divulgação.

25 anos após o primeiro filme, somos apresentados a uma Califórnia ainda mais distópica, no ano de 2049, onde um novo blade runner, vivido por Ryan Gosling, que caça replicantes para a polícia de Los Angeles, é enviado para encontrar e eliminar o filho da androide Rachel (Sean Young), e, assim, evitar uma possível guerra entre replicantes e humanos.

Guardiões da Galáxia Vol. 2:

Guardiões da Galáxia Vol. 2. Foto: Divulgação.

Guardiões da Galáxia Vol. 2. Foto: Divulgação.

Esta sequência do filme de 2014 traz uma nova aventura espacial/interplanetária/interdimensional do humano Peter Quill (Chris Pratt) e seus companheiros extraterrestres Gamora (Zoë Saldaña), Drax (Dave Bautista), Rocket (Bradley Cooper) e Baby Groot (Vin Diesel) – agora já oficialmente conhecidos como os guardiões da galáxia.

Kong: A Ilha da Caveira:

Kong: A Ilha da Caveira. Foto: Divulgação.

Kong: A Ilha da Caveira. Foto: Divulgação.

Neste reboot da franquia King Kong, acompanhamos, no ano de 1973, uma expedição americana, reforçada por um esquadrão de helicópteros, até a chamada Ilha da Caveira – lá, eles se deparam com seu habitante mais notório, o macaco gigante Kong. O filme é estrelado por Tom Hiddleston, Samuel L. Jackson e Brie Larson.

Star Wars: Os Últimos Jedi:

Star Wars: Os Últimos Jedi. Foto: Divulgação.

Star Wars: Os Últimos Jedi. Foto: Divulgação.

No oitavo filme da franquia Star Wars (que completou 40 anos em 2017), e continuação imediata de O Despertar da Força (2015), temos o Primeiro Império de Kylo Ren (Adam Driver) se reorganizando para enfrentar a Aliança Rebelde, ao mesmo tempo em que Rey (Daisy Ridley) é iniciada por Luke Skywalker (Mark Hamill) nos caminhos da Força.

Planeta dos Macacos: A Guerra:

Planeta dos Macacos: A Guerra. Foto: Divulgação.

Planeta dos Macacos: A Guerra. Foto: Divulgação.

Sequência dos filmes de 2011 (A Origem) e 2014 (O Confronto), o líder da tribo de macacos geneticamente avançados, Caesar (vivido por Andy Serkis através da tecnologia de motion capture), luta com toda a sua garra para vingar sua espécie, numa guerra contra um exército comandado por um implacável Coronel (Woody Harrelson).

Curiosidades da categoria:

Dois dos indicados (Kong: A Ilha da Caveira e Planeta dos Macacos: A Guerra) são sobre macacos, enquanto outros dois (Guardiões da Galáxia Vol. 2 e Star Wars: Os Últimos Jedi) se passam no espaço.

Quatro dos cinco filmes são sequências. A exceção fica por conta de Kong: A Ilha da Caveira, que ainda assim faz parte do chamado MonsterVerse – o qual já produziu também o filme Godzilla (2014).

 

Oscar 2018: Melhores Efeitos Visuais
To Top