Lexa. Foto: Reprodução/Instagram (@lexa)
PopEntrevista

Lexa analisa sucesso de ‘Só Depois do Carnaval’ e decreta: ‘Tem que ser inteligente!’

O Pop/Funk brasileiro vêm ganhando, cada vez mais, artistas dedicados a promover a vertente musical, empregando suas peculiaridades e regionalidades, e é o caso de Lexa, a carioca mais bombada do momento, líder em reproduções na Deezer.

Aproveitando o sucesso de sua trilogia de peso: “Sapequinha“, “Provocar” e “Só Depois do Carnaval“, a artista se posiciona no topo do hype, prometendo muito para este Carnaval.

Em entrevista ao Portal PopNow, a estrela brasileira comentou todo o sucesso, e disse que é um processo de muito trabalho e estudo. Ela, que toca piano, está sempre experimentando novas sonoridades e levando isso ao funk.

Casada com o também funkeiro MC Guimê, um dos maios importantes artistas do funk ostentação da capital paulista, Lexa fala ainda sobre sua relação com o Carnaval, onde desfila em dois dias: como Rainha de Bateria da Unidos de Bangu, e destaque da Mocidade Independente de Padre Miguel.

Leia o bate-papo com Lexa:

PopNow: Você acabou de lançar sua música nova “Só Depois do Carnaval” que tá sensacional, clipe incrível. Como foi pensar no conceito desse clipe e como foi trabalhar na música também?

Lexa: A ideia desse clipe era exatamente relatar o que eu vivo no carnaval, que é o carnaval que todo brasileiro vive na real. Cada um escolhe o que quiser. No clipe tinha pra todos – No baile funk, tem o bloco de rua, tem o carnaval de passista, o samba… Então a minha ideia era levar alegria, as pessoas dançando. Fiz um clipe bem colorido, trazendo o passinho, o samba… Eu botei tudo na coreografia. Tudo que eu botei no clipe eu botei na coreografia. Uma identidade visual que é o nosso Brasil, a diversidade de pessoas. Então ficou bem legal. A minha ideia dessa música era um funk que retratasse muito bem o carnaval que a gente vive, das imagens à coreografia e a música.

PopNow: E você tem trazido uma estética muito sua. Você fez o seu último trabalho com a Glória [Groove], que ficou incrível, aquele clipe é lindo e é um trabalho muito diferente do que você fazia antes. Como foi essa evolução pra você?

Lexa: Eu acho que é uma questão de amadurecimento e colocação musical, identidade musical. Você vai entendendo onde vai se encaixando. Porque eu amo pop, eu amo funk, assim como eu amo forró, como eu amo todos os seguimentos. Mas, tem um que se encaixa melhor com a gente, e o meu é o funk. Isso eu já entendi. Mas, eu sempre quis explorar e de alguma forma elevar a qualidade do funk. Eu gosto de cantar, eu toco piano. Eu fico pensando de que forma eu posso agregar. Então o que eu fiz? Eu comecei a criar terças dentro de um funk, eu comecei a criar melismas, eu coloquei conteúdo que a gente usa no pop, no funk, então esse foi o caminho. Eu fui desenhando uma identidade pra mim, que foi dando muito certo e eu fui vendo que isso tava dando certo e criei esse proceder.

PopNow: E que ficou incrível! A gente acaba vendo essa evolução e fica legal para o seu público acompanhar esse pensamento, o que você vêm trazendo de novidades. E falando do trabalho com a Glória [Groove], Provocar, vocês já se conheciam? Como foi essa relação com ela, como surgiu a ideia desse trabalho com ela? Porque é uma drag queen que vem fazendo um trabalho muito legal, e você ainda não tinha feito um trabalho voltado pra uma parceria com drag queen. Como foi pensar nesse trabalho e por quê a escolha dela?

Lexa: Eu penso que vai combinar comigo, e o que eu acredito que é crescente, que eu acredite, e foi assim com os feats que eu gravei. Em “Sapequinha” eu queria uma voz que encaixasse, e que a pessoa vivesse aquilo ali, aí veio o Lan. Aí teve “Provocar”, eu queria alguém que conversasse no segmento  –  Na verdade, eu já converso com a Glória há muito tempo. A gente inclusive demorou muito pra lançar essa música, mas eu queria lançar com ela. E quando eu vi eu falei “Amiga, achei!” E ela “O que?” : “A música!” “Pô, um ano depois?!” . E aí deu super certo, ela escreveu a parte dela, eu fiz a coreografia, gravamos em São Paulo. E eu amo “Provocar”, eu adoro aquela música!

PopNow: E tem todo um storytelling né? Típo do [Felipe] Sassi

Lexa: Ele gera filmes né.

PopNow: Ele tem esse trabalho mais escuro, mas que faz contraste de cores

Lexa: E Os Primos é completamente diferente. 

PopNow: Exatamente. E falando agora sobre a sua preparação para o carnaval, você tá sempre lá em Bangu, na comunidade. E você tá de dieta, a gente sabe disso também! [risos]

Lexa: É verdade.

PopNow: E como tá essa rotina pra você? O que você tá pensando em trazer de diferente para esse carnaval e como você tá conseguindo conciliar tudo? Porque hoje você está entre as artistas mais ouvidas do país. Como você está conseguindo lidar com isso tudo? 

Lexa: Eu acho que eu passei por um bom período de aprendizado pra eu entender que em algum momento ia acontecer. Demorou, mas aconteceu. 

PopNow: Demorou muito?

Lexa: Não, eu só tenho 23 anos, eu acho que tá ótimo! [risos] Eu acho que é o processo natural de quem trabalha duro. Então, acontece. E de quem amadurece, que sabe como falar, sabe?! Como proceder com as coisas. Então, eu sempre torci para que as coisas acontecessem. Tem pessoas que são muito boas hoje em dia e é muito difícil você fazer sucesso! Muito mais do que as pessoas imaginam. Principalmente com quatro anos de carreira. 

PopNow: Não é só ter talento e ser bonita

Lexa: Não, tem que ser inteligente. Eu digo que o principal de uma cantora é ela ser cantora. Então eu tenho que ser uma excelente cantora. Eu tenho que ser inteligente, eu tenho que saber falar, mas eu tenho que ser eu! Não adianta eu criar um lindo personagem e é aquilo ali. Não! Uma hora cai a máscara, as pessoas enxergam e você se torna mais uma. “thank u, next”, [risos]. Então essa não é a minha ideia. A minha ideia é ser eu, que as pessoas entendam e abram seu coração pro que eu acredito. Porque eu escrevo letras e propago letras que falam sobre sensualidade mas não trabalho vulgaridade, eu trabalho músicas alegres e felizes.

PopNow: Para que as pessoas se sintam bem né?

Lexa: Isso!

PopNow: E o que você está preparando para 2019? Porque tá só no início, você tá trabalhando a música do carnaval, mas, [e os próximos passos?] Já tem muita coisa né?!

Lexa: Tem! Eu já tenho a minha próxima música também mas hoje eu vou falar só da atual. Eu tenho uma leve mania de falar de uma já falando da outra! [risos] Mas sim, eu já tenho meus próximos planejamentos que estão a coisa mais linda desse universo, tá tudo muito redondo. Eu faço tudo muito antecipado! Principalmente agora. Eu lanço meus clipes e os clipes já tão prontos já! Eu viajei pra Austrália e falei assim “Só vou viajar para a Austrália quando o clipe tiver gravado e a música masterizada” Aí eu fui pra Austrália, demorei dez dias e quando voltei já estava tudo pronto. Até o cenário da Som Livre, a gravadora, já tava tudo pronto! Sabe, você não faz nada desesperado. Por mais que eu tenha lançado três músicas em seis meses, o que teoricamente é uma loucura.

PopNow: Porque tem toda uma agenda que vocês precisam cumprir né?

Lexa: É, porque, olha, desde agosto… eu peguei 22 shows em setembro e assim veio. Só que eu tenho que fazer isso aqui, entrevista, tenho televisão, tenho tudo que você possa imaginar e a vida pessoal que está em último lugar no momento. Mas não porque eu quero. Eu acho que é uma oportunidade, e eu tô trabalhando pra que isso aconteça. Não quero perder o timing da coisa. As coisas estão acontecendo, estou só aproveitando isso. 

PopNow: E um dos seus maiores shows foi agora há pouco tempo no Chá. O seu Chá. E como foi isso? O Pablo Falcão entrou em contato com você?

Lexa: Sim, o Pablo é amigo da minha mãe, mas ele falou “Lexa, você tá muito bem, acho que agora é o momento, sabe, o Chá é um show que consagra pessoas, então, vamo?” E eu então “Putz, óbvio, sempre quis!” Então o Chá da Alice foi uma coisa muito real, eu vivi  coisas muito legais.

PopNow: Conseguiu trazer artistas também né?!

Lexa: É, trouxe artistas, casa lotada, a gente trocou o local do show um dia antes e a casa deu lotada. Caiu um mundo no dia e a casa tava cheia, foi sold out. Melhor impossível. 

PopNow: Vocês pretendem levar esse show pra outros lugares?

Lexa: Sim, no Rio de Janeiro. Dia 1º de março a gente tá lá! No Circo Voador. 

Lexa analisa sucesso de ‘Só Depois do Carnaval’ e decreta: ‘Tem que ser inteligente!’
To Top