Cinema

Mostra de Cinema Norueguês chega desembarca no Rio em novembro

Um país pequeno e de clima frio, popularmente conhecido no Brasil pelo bacalhau que exporta para cá, a Noruega ganha destaque na Mostra de Cinema Norueguês que fica em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil entre os dias 2 e 19 de novembro.

A Mostra foi organizada pela Embaixada da Noruega em Brasília, em conjunto com o Consulado Geral da Noruega no Rio de Janeiro e o Centro Cultural Banco do Brasil. São quinze títulos que comprovam a variedade e a riqueza da produção cinematográfica norueguesa da atualidade. São películas destinadas aos públicos adulto e infantil, lançadas entre 2008 e 2015; são  dramas, comédias, documentários, filmes de aventura e de animação, que oferecem ao povo brasileiro a oportunidade de conhecer mais a respeito da cultura e da sociedade norueguesas.

É também uma oportunidade de aproximar ainda mais os dois países, que mantêm uma amizade de 175 anos que nasceu, em 1842, com a exportação do bacalhau da Noruega para o Brasil.

Sissel Hodne Steen. Foto: Divulgação

“A gente espera que os brasileiros gostem da Mostra. Esperamos também que ela possa aumentar o interesse dos brasileiros pelo cinema moderno norueguês e que, quem sabe, mais filmes noruegueses passem a ser exibidos no Brasil” – cônsul geral da Noruega no Rio de Janeiro, Sissel Hodne Steen

PARA O MUNDO – A indústria norueguesa de filmes vem crescendo consideravelmente e os filmes noruegueses, assim como seus diretores e produtores, têm sido apresentados para uma plateia cada vez mais internacional. O Instituto Norueguês de Cinema – Norsk Filminstitutt – a agência governamental criada para incentivar a produção nacional de cinema na Noruega, vem experimentando, na última década, seu momento de maior prosperidade, com o fomento de filmes em Blue Ray, DVD ou on demand, como a Netflix.

“Estamos vendo que muitos filmes noruegueses têm sido escolhidos para festivais importantes. Este ano, por exemplo, dois diretores –  Joachim Trier e Iram Haq – foram selecionados para participar, no Canadá, do Toronto International Film Festival, que tem grande prestígio. O novo filme de Trier – Thelma – foi vendido para mais de cinquenta países e vai ser exibido nos Estados Unidos, França, Grã Bretanha, Japão e Itália. Nos últimos anos, também vários diretores de filmes noruegueses têm alcançado sucesso internacional e alguns têm dirigido filmes em Hollywood” –  Sissel Hodne Steen

Essa nova onda do cinema norueguês no cenário mundial começou a se mover em casa. Hoje, o país não produz menos de 35 filmes ao ano. Daí a variedade da Mostra que chega ao Brasil. “Temos diferentes filmes. Então,  esperamos diferentes tipos de público – crianças, adultos, alunos, professores, enfim, muita gente!”, ressalta a cônsul geral.

Kon Tiki. Foto: Divulgação

De belos fiordes a longas praias de areias brancas; da efervescência da capital Oslo à cidade de Stavanger, a Mostra leva o espectador a conhecer belas paisagens da Noruega, que servem de pano de fundo para histórias como a de Eternamente Irmãos, do diretor Frode Fimland, sobre um casal de irmãos na casa dos 70 anos de idade que ainda preserva a maneira de viver de quando eram crianças.

Assuntos como a sexualidade, destacada no filme O homem que amava Yngve, de Stian Kristiansen, ou a perda de identidade na busca pelo sucesso, retratada em Kurt fica perverso, de Rasmus A. Sivertsen, ou ainda a beleza das relações humanas delicadamente apresentada em Chute!, de  Catarina Launing, e a aventura de se lançar em pleno Oceno Pacífico a bordo de uma jangada feita artesanalmente, como mostrado em Kon-Tiki, de Joachim RønningEspen Sandberg –  filme que mereceu a indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2013 – ganham espaço no telão e levam o telespectador a refletir sobre temas do cotidiano.

Staying Alive. Foto: Divulgação

“São filmes  escolhidos para mostrar a diversidade não apenas do nosso cinema, mas também que abrangem um leque de assuntos de interesse mundial. O Consulado Geral vai promover uma abertura especial do evento no dia 30 de outubro para autoridades e pessoas da comunidade cultural fluminense com a exibição de Kon-Tiki – que foi concorreu ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2013 – , seguida de um coquetel” –  Sissel Hodne Steen.

O Consulado Geral também está preparando a vinda do Norsk Fest, que terá a participação de grandes músicos noruegueses, entre eles, Sondre Lerche e Greni, líder da famosa banda Bigbang. O evento será no Teatro Rival.

PROGRAMAÇÃO

CCBB-Rio de Janeiro

Quinta, 02/11

17h – A onda – 16 anos

19h 1001 gramas – 14 anos

Sexta, 03/11

17h – Victoria – 12 anos

19h – Kon-Tiki – 10 anos

Sábado, 04/11

15h – Kurt fica perverso – 10 anos

17h Beije-me, caramba – 12 anos

19h O homem que amava Yngve – 12 anos

Domingo, 05/11

14h – Chute! – livre

16h – Parentes são eternos – livre

18h  – Eternamente irmãos – livre

 

Quinta, 09/11

17h – A garota das laranjas – 14 anos

19h Parentes são eternos – livre

Sexta, 10/11

17h – Eternamente irmãos – livre

19h – Irmãos – livre

Sábado, 11/11

15h – Kurt fica perverso – 10 anos

17hOperação Ártico 10 anos

19h Irmãos – livre

Domingo, 12/11

14h – Chute! – livre

16h – Staying alive  – 14 anos

18h A onda- 16 anos

Quinta, 16/11

17h – Beije-me, caramba – 12 anos

19h A garota das laranjas – 14 anos

Sexta, 17/11

17h – Staying alive  – 14 anos

19h – O homem que amava Yngve – 12 anos

Sábado, 18/11

15h – Amor de verdade  – 10 anos

17h Operação Ártico – 10 anos

19hKon-Tiki –10 anos

Domingo, 19/11

14h – Amor de verdade – 10 anos

16h – 1001 gramas – 14 anos

18hVictoria – 12 anos

Você curte o conteúdo do PopNow? Acompanhe nossas notícias nas redes sociais. Facebook / Twitter

Mostra de Cinema Norueguês chega desembarca no Rio em novembro
To Top