Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow
Pop

Vance Joy conquista a plateia em show intimista em SP

Foto: Rafael Sério/PopNow

*Por Juliana del Rosso

Edição: Daniel Outlander

James Gabriel Keogh é o nome oficial deste simpático músico australiano. Por considerá-lo muito difícil de pronunciar, no entanto, o rapaz escolheu uma alcunha mais “simples”: Vance Joy. Por quê? Fã de literatura, decidiu fazer uma homenagem a um personagem de “Bliss”, romance do também australiano Peter Carey.

Quem é Drake e como ele virou o músico mais popular do planeta


Gostou? Pois isso não é tudo. Joy não é apenas letrado, mas possui múltiplos talentos e uma história de vida bem curiosa: depois de ter jogado futebol americano quase profissionalmente, estudado direito na faculdade e trabalhado como jardineiro, o moço explodiu nas rádios australianas com o single “
Riptide” e, posteriormente, foi revelado mundialmente por Taylor Swift, que o convidou para fazer parte de sua turnê, “1989”.

Seu primeiro disco, “Dream Your Life Away”, foi lançado em 2014. Com o seu segundo álbum, “Nation of Two”, o músico espera, como disse em entrevista ao PopNow, consolidar a sua carreira e gerar boas reações em seu público. Se você gosta de folk rock e tem um fraco por letras românticas, sugerimos dar uma olhada no Deezer.

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Vamos ao que interessa: no último dia 5, à noite, Joy retornou ao Brasil para um show na boate Audio Club, que fica na região da Barra Funda, em São Paulo. Sua primeira apresentação em terras tupiniquins, vale lembrar, foi no Lollapalooza, em 2017.

O espetáculo, que começou por volta das dez e meia da noite, teve aproximadamente uma hora de duração. Vance, sorridente e com uma simplicidade encantadora, dispensou grandes efeitos visuais, dançarinos e afins: sua apresentação foi composta por luzes coloridas, majoritariamente em tons de amarelo, azul e roxo, e por um bocado de presença de palco.

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Ao aparecer, causou frisson: gritos, palmas e uivos tomaram conta do espaço. Para garantir a manutenção da euforia, Vance fez questão de se comunicar com a plateia durante todo o evento: explicou as inspirações por detrás de suas composições, anunciou os nomes da maioria delas antes de cantar e, quase tímido, ensaiou frases em português. “Boa noite, São Paulo” e “vocês são incríveis” foram frases suficientemente satisfatórias para o público.

Em um mundo de pirotecnia e excesso de exposição, Joy ganha pontos pela tranquilidade, pela voz macia e pela música honesta. Munido de um violão e com o auxílio de sua banda, ele fez com que as duas mil e setecentas pessoas presentes na casa cantassem, em coro, as catorze músicas de seu setlist. Nada mal, James, nada mal.

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Se você é fã do trabalho de Vance, fique ligado: logo disponibilizaremos uma entrevista exclusiva com ele por aqui. Enquanto isso, não deixe de ouvir “Riptide”, que é até hoje uma canção recordista na Austrália, e de conferir o álbum “Nation of Two”.

Veja mais fotos do show: 

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow

Vance Joy. Foto: Rafael Sério/PopNow


Veja a setlist do show: 

Vance Joy conquista a plateia em show intimista em SP
To Top