Rock in Rio

Sem novidades e com banda sensacional, Justin Timberlake apresenta clássicos

Justin Timberlake transcende o tempo. Aos 36 anos, pai de um filho e com outro chegando, o artista que é casado com a atriz Jessica Biel chegou ao Brasil para mais uma apresentação no Rock in Rio – a terceira de sua história. Seguindo sua apresentação na edição 2013 do evento, o norte-americano não fugiu da mesmice e apresentou um show parecido com o de sua última passagem pelo país.

Vestindo um traje diferente do show de 2013, quando se apresentou de costume black & tie, Justin optou por um visual mais despojado neste domingo, 17.

Justin Timberlake. Foto: Fernando Schlaepfer/ I Hate Flash

Justin é um showman nato, mas cantar, digamos, não é muito a sua especialidade. Para tanto o artista divide o palco com a The Tenessee Kids, banda que dispensa apresentações e complementa de forma integral toda a performance do artista. Visivelmente entrosados, os músicos mostram o “quê” que precisam.

Palco “pequeno”

Justin Timberlake. Foto: Fernando Schlaepfer/ I Hate Flash

O astro parece ter cinco metros de altura. Desde sua entrada no palco, o artista dominou a Cidade do Rock que aguardava com ansiedade sua apresentação. Correndo por toda a extensão do principal stage, o headliner prova por A mais B que merece todo o status conquistado ao longo de sua carreira.

Seguindo o esperado, Justin apresentou no palco uma releitura de seus principais sucessos na carreira solo, como “Suit & Tie”, single de seu último álbum “The 20/20 Experience”, lançado em 2013, e “Señorita”, um do primeiros sucessos da carreira solo. Em “Lilly My Love”, quinta música do set, o performer saudou o público, que foi à loucura com gritos de “Eu te amo!”.

Justin Timberlake. Foto: Fernando Schlaepfer/ I Hate Flash

Interação com o público

Além de pular, dançar e percorrer todo o palco, Justin não perdeu o gingado e foi até o público. À vontade, atendeu os pedidos de uma fã que fará aniversário no próximo dia 23, e tirou uma selfie com ela no meio do show, para delírio do público.

Em entrevista após o show, a fã assumiu ter tentado a mesma estratégia no último show do artista na cidade.

“Eu já havia tentado, mas ele não me deu bola. […] Faço aniversário no dia 23”, assumiu a fã que havia escrito um cartaz dizendo ser seu aniversário.

Justin Timberlake. Foto: Fernando Schlaepfer/ I Hate Flash

“Vocês estão tendo uma boa noite? Essa música é sobre beber, vocês querem ouvir?”, disse antes de assumir os vocais de “Drink You Way”.

Palco

A iluminação do palco de Justin estava primorosa. Com auxílio do telão, diversas projeções acompanhavam o artista durante sua apresentação, mas o espetáculo mesmo ficou por conta de diversos equipamentos de iluminação de laser espalhados pelo centro e laterais do palco.

Justin Timberlake. Foto: Fernando Schlaepfer/ I Hate Flash

“Vocês estão prontos?”, perguntou antes de fazer movimentos de bounce (subindo e descendo o braço), acompanhado dos dispositivos luminosos.

Uma de suas últimas gravações, “Can’t Stop The Feelling”, faixa gravada para a trilha sonora original do filme “Trolls” não ficou de fora e abriu a sequência de músicas para a finalização da apresentação, que seguiu das performances de um medley com “Lovely Day”, e os sucessos “Sexy Back e “Mirrors”.

Em tempo, a simpatia e o gingado do gringo superam seus vocais um tanto quanto fracos. Não por falta de voz, mas porque Justin se destaca mesmo por sua apresentação.

Olha quem tá chegando! A #setlist do show do @justintimberlake!

A post shared by PopNow (@portalpopnow) on

Sem novidades e com banda sensacional, Justin Timberlake apresenta clássicos
To Top