Brasil

#Réveillon2018: veja todos os detalhes e fotos das principais apresentações da Virada em Copacabana!

O Réveillon de Copacabana, no Rio, foi um sucesso. A edição da Virada de 2018, que teve a temática “Abraços”, contou com as participações de Cidade Negra, Belo, Ana Petkovic, DJ Tucho, as baterias de Portela e Mocidade, Frejat e a grande atração da noite, a cantora Anitta. Para realização da festa, a Riotur não mediu esforços em grandeza. O palco, com 4.000 m², pesava mais de 350 toneladas só em estruturas de metal. Além disso, foram usadas 61 tiras de LED para iluminar o grande pandeiro de maneira harmônica. No som, foram 12 telões espalhados pelo local no total e 30 torres de distribuição uniforme do som.

Entre turistas e cariocas de fato, o número de foliões nas areias de Copacabana ultrapassou os dois milhões, sendo o Réveillon de Copacabana com recorde de público. Só de turismo, a cidade gerou R$2,3 bilhões no período, com mais de 900 mil turistas tendo visitado a capital fluminense.

Confira abaixo um resumão do que foi a festa, em texto e fotos!

Anitta:

O ano de 2017 de Anitta não poderia ter um desfecho mais adequado após tudo que a cantora conseguiu alcançar. O Réveillon de Copacabana 2017-18 foi a cereja do bolo após ela emplacar hits nas principais paradas do mundo, parcerias internacionais, confirmação nos Rock in Rio Lisboa e Rio, dentre outros feitos. A ansiedade e a histeria do público, passados os fogos de artifício, era a de ver o que a musa tinha preparado para os foliões cariocas e turistas.

Anitta no Réveillon 2018. Foto: Isaac Samuel/PopNow.

Trajando um shortinho de tiras e top dourados bastante chamativos, Anitta não deu tempo para ninguém nem pensar em arrumar o cabelo. “Bang” e “Ritmo Perfeito” abriram o show com a energia no máximo. Ao lado de Anitta, cinco dançarinos e quatro bailarinas acompanharam a morena em coreografias pra lá de sensuais e elaboradas. Além deles, a Orquestra da Maré trouxe uma cara totalmente refinada ao show da cantora. “Sem palavras estar cantando aqui. Melhor ano novo da minha vida!”, se derreteu Anitta em vários momentos. O agradecimento veio em forma de textão nas redes sociais da cantora também. Confira!

“Que show! Recorde de público na história do réveillon de Copacabana. Organização, paz e a melhor energia que já vi na vida. Minha banda, meu balé, minha equipe unida e a linda Orquestra da Maré abrilhantando tudo. Nada melhor que uma noite inesquecível pra encerrar um ano inacreditável. Foi muito trabalho, muita dedicação, muita dificuldade, muitas pedras no caminho… Mas muito amor, muitas respostas, muitas alegrias e muita felicidade. Agradeço a todos que estão comigo nesta caminhada… fãs, amigos, família, equipe. Desejo que este ano as pessoas percebam que amor é melhor like e que um único abraço sincero é melhor que uma chuva de seguidores. Que as pessoas aprendam a ver a vitória do próximo e queira que ele esteja no mesmo nível que você. Mas não colocando o outro pra baixo e sim aprendendo com ele como você pode ser melhor do que já é. Que as coisas realmente importantes sejam aquelas com as quais vamos dedicar nosso tempo. Que se perca menos tempo discutindo e mais tempo agindo. Que a gente respeite a natureza e os valores do ser humano, pra que tenhamos algo bom pra deixar pros filhos do futuro. Nós não podemos mudar o passado, mas o futuro… esse sim” – Anitta, logo após a virada no Réveillon de Copacabana.

Que show! Recorde de público na história do réveillon de Copacabana. Organização, paz e a melhor energia que já vi na vida. Minha banda, meu balé, minha equipe unida e a linda Orquestra da Maré abrilhantando tudo. Nada melhor que uma noite inesquecível pra encerrar um ano inacreditável. Foi muito trabalho, muita dedicação, muita dificuldade, muitas pedras no caminho… Mas muito amor, muitas respostas, muitas alegrias e muita felicidade. Agradeço a todos que estão comigo nesta caminhada… fãs, amigos, família, equipe. Desejo que este ano as pessoas percebam que amor é melhor like e que um único abraço sincero é melhor que uma chuva de seguidores. Que as pessoas aprendam a ver a vitória do próximo e queira que ele esteja no mesmo nível que você. Mas não colocando o outro pra baixo e sim aprendendo com ele como você pode ser melhor do que já é. Que as coisas realmente importantes sejam aquelas com as quais vamos dedicar nosso tempo. Que se perca menos tempo discutindo e mais tempo agindo. Que a gente respeite a natureza e os valores do ser humano, pra que tenhamos algo bom pra deixar pros filhos do futuro. Nós não podemos mudar o passado, mas o futuro… esse sim

Uma publicação compartilhada por anitta 🎤 (@anitta) em

A escolha das músicas para a festa englobou tanto os hits produzidos em 2017 – por exemplo, “Will I See You” e “Is That For Me” -, como “Eu Vou Ficar”, canção de 2013, bem no início do estouro da carreira da morena. Os fãs, é claro, adoraram a iniciativa e não deixaram o clima esfriar em nenhum momento. “Zen” provavelmente foi a faixa mais calma da noite, que pegou fogo de vez e soltou faíscas com a sequência final, que teve “Loka”, “Essa Mina É Louca”, “Sua Cara”, “Vai Malandra”, “Sim ou Não” e “Show das Poderosas”, que fechou com chave de ouro. Por onde se olhava, grupos de amigos rebolando, se divertindo, cantando junto com a artista e a ovacionando com gritos histéricos de “Anitta”.

Se ainda havia alguma dúvida de que Anitta era a artista mais popular e importante no cenário da música no Brasil, o Réveillon de Copacabana só comprovou o que todos os recordes de vendas e plays que a cantora alcançou. Quem pode superar Anitta em 2018?!

Assista a primeira performance pro grande público de “Vai Malandra”:

Veja a galeria de fotos!

Frejat:

Frejat é um hitmaker e disso ninguém tem dúvidas. No set do cantor, teve blues, rock ‘n roll e uma dose de pop. Com uma jaqueta coberta de paetês prateada, o músico tentou colocar ritmo à apresentação fazendo poucas pausas para falar entre uma música e outra, o que – em tese – era uma boa opção já que ele tinha apenas uma hora de show. “Puro Êxtase”, “Ideologia”, “Me Dê Motivo” e “O Poeta Está Vivo” abriram a gig, que teve problemas de equalização do som no seu transcorrer. As frequências de grave e do bumbo chegavam para quem estava logo de frente ao palco com muito mais potência, escondendo um pouco a sonoridade dos outros instrumentos e a voz de Frejat.

Frejat no Réveillon de Copacabana, 2018. Foto: Isaac Samuel/PopNow.

“Tô achando vocês muito quietinhos”, disse o cantor após a fraca resposta vinda das areias de Copacabana. E foi verdade. Diferente do Cidade Negra, que colocou todo mundo para pular sem muito esforço por causa da música agitada que fazem, o som do Frejat é mais cult e encaixa mais em momentos de introspecção. Além disso, existia uma questão bem simples de inadequação de lineup: a maioria do público estava ali para ver uma artista que não é da mesma faixa etária que os fãs de Frejat. Apesar de tais questões terem dificultado o show a ter um grande auge, o músico de 55 anos, ex-Barão Vermelho, fez o que pôde para entregar o seu melhor, fugindo até de sua característica natural de ficar mais estático no palco para se movimentar e pedir palmas a todo instante do meio para o fim da apresentação.

Nas áreas reservadas aos convidados e imprensa, a vibe romântica e de empolgação ficou mais clara. “Segredos”, “Amor Para Recomeçar” e “Por Você” embalaram os casais apaixonados. “Malandragem”, “Bete Balanço”, “Por Que a Gente é Assim?”, “Exagerado” e “Pro Dia Nascer Feliz”, deixaram a atmosfera mais festiva, pronta para receber a entrada de 2018.

Ouça um trecho de “O Poeta Está Vivo”, em Copacabana:


Veja a galeria de fotos!

Cidade Negra:

O Cidade Negra foi a banda mais contagiante e afinada do Réveillon 2018. Toni Garrido, de 50 anos, e seus músicos, colocaram a multidão pra dançar e, embora a festa estivesse toda voltada para Anitta – e, por isso, os fãs fossem em sua maioria os da cantora – a hora de apresentação da banda de reggae de Belford Roxo, Região Metropolitana do Rio, trouxe uma leveza para a atmosfera e um espírito de muita paz e serenidade, com um discurso focado na valorização do amor.

Cidade Negra no Réveillon 2018. Foto: Isaac Samuel/PopNow.

Tanto iluminação quanto som foram impecáveis durante o show, realçando a estrutura do palco e conduzindo o público pela trajetória de 31 anos de carreira do grupo. “A Estrada”, “Girassol” e “Onde Você Mora?” foram os destaques do set, que teve uma versão especial de “Aquele Abraço”, canção de Gilberto Gil em homenagem ao Rio.

Dá um play nessa versão cheia de suingue de “Aquele Abraço”:

Veja a galeria de fotos!

Belo:

O cantor Belo foi o segundo artista a subir ao palco do Réveillon de Copacabana, logo após Ana Petkovic. Com todos os clássicos de sua carreira na lista, como “Perfume”, “Tua Boca” e “Reinventar”, o pagodeiro não decepcionou o público e foi o mais simpático dentre todos os que pisaram no palco na noite da grande festa. O entusiasmo do músico ficou evidente, tanto pelo seu discurso feito durante a performance como pelos sorrisos e juras de amor que fez para os fãs. Em certo momento, já mais pro fim do show, Belo desceu do palco e – para a surpresa de todos – foi até o público retribuir o carinho.

Belo no meio do público no Réveillon 2018. Foto: Isaac Samuel/PopNow.

A energia positiva do cantor com a festa foi tanta que ele fez questão de publicar uma foto da Praia de Copacabana em seu Instagram pessoal horas após sua apresentação, desejando um “Feliz Ano Novo” a seus seguidores e agradecendo a oportunidade de tocar para mais de dois milhões de pessoas. Confira!

Veja a galeria de fotos!

Fogos de Artifício:

Os fogos de artifício são sempre o momento mais aguardado de qualquer Virada de Ano, independente de onde você esteja, Esse ano, no entanto, a organização de Copacabana resolveu optar pelo tradicional e padrão, sem grandes inovações em forma e tamanho como em anos anteriores.

A duração da queima de fogos que foi o diferencial da festa na Princesinha do Mar. Foram exatos dezessete minutos de festa, sendo gastas 25 toneladas de material. Assista o vídeo do momento da queima de fogos abaixo!

Veja a galeria de fotos!

 

#Réveillon2018: veja todos os detalhes e fotos das principais apresentações da Virada em Copacabana!
To Top