PopEntrevista

PopEntrevista: Apollo conta detalhes da carreira, futuro e convivência com Maitê Perroni

O cantor Apollo, que divulgou o seu novo EP na última sexta-feira, 30, bateu um papo exclusivo com o PopNow e abriu o jogo sobre detalhes da convivência que teve com Kéfera, durante as gravações do filme “É Fada”, como conheceu a cantora mexicana Maitê Perroni e o tipo de relação que estabelece com ela, além de dar detalhes sobre o que planeja para o seu futuro enquanto cantor pop.

Veja a entrevista na íntegra:

PopNow: Apollo, você está lançando seu EP de estreia, o “Vem”, que já tem mais de 200 mil visualizações no Youtube. O que ele representa para você e o que de diferente ele tem de tudo o que você já fez?

Apollo: Então, é uma nova etapa da minha vida como um todo. Desde o início eu sempre fiz teatro musical, a música também estava muito ligada… Eu sempre sonhei em ser cantor, mas todas as minhas oportunidades vinham com o teatro e eu agarrava. Quando eu entrei pra “Só Cinco”, que foi a banda que eu estava antes, as referências eram meio mexicanas porque o produtor era o Koko Stambuk, que é o mesmo da Maitê Perroni, então a gente tinha essas pegadas. Mas esse é um EP meio eclético, que já está disponível no Spotify para quem quiser baixar e escutar. E a gente estava pegando umas coisas meio diferentes, sabe? Tem uma pegada de funk em uma, hispânica em outra, uma pegada mais pop em uma e uma mais romântica em outra, mas todas as quatro [músicas] ainda pensando na linha pop. Eu ‘tô’ ouvindo feedbacks de amigos meus, de pessoas que já trabalharam comigo e também de fãs através das redes sociais e a galera gostou muito de “Vem”, que é o meu single, mas curtiram também “Surreal”, que é aquela música romântica e que vai pra cima. Ela tem uma letra muito densa e a galera ‘tá’ curtindo muito esse EP e eu ‘tô’ muito feliz.

PopNow: Você está trabalhando a divulgação desse EP, mas você também é ator. Você fez filmes, como o “É Fada” com a Kéfera. Você vai tentar manter as duas carreiras ligadas ao mesmo tempo?

Apollo: Exato! Foi uma coisa que eu parei pra pensar por muito tempo, porque ano passado foi quando o Deva [empresário artístico] me chamou depois do fim da banda. Desde aquele momento, eu comecei a pensar: “Cara, uma carreira de cantor vai precisar de muita dedicação…” Então, realmente depois desse início de ano eu fiz minha última peça, que foi um musical também, e eu soube que eu não poderia mais fazer teatro, porque teatro ocupa muito tempo, a TV também… Mas claro, eu vou me dedicar agora – por enquanto à música totalmente -, mas se qualquer oportunidade em outro filme, TV, claro que eu vou pegar… Eu vou querer trabalhar também! Eu vou tentar fazer isso, né, conciliar o resto. Mas agora eu ‘tô’ mais focado com a carreira de cantor mesmo.

PopNow: Você tem alguma carreira preferida? Conseguiria optar entre ser ator ou cantor?

Apollo: São complementares! Vou dizer uma coisa pra vocês… Pessoalmente, eu amo todo tipo de arte sem querer ser clichê nem nada. Desde pequeno, sabe? Eu comecei teatro com 7 anos e já vem música junto… Eu também pinto, desenho, dublo, faço artes plásticas, esculturas… Então tudo: dança, música, teatro, tudo o que é arte que eu possa me envolver eu me envolvo. Ter que escolher um é difícil pra caramba! Por isso que eu fui muito pro teatro musical, porque o teatro musical tinha tudo isso: teatro, música e dança junto.

Apollo no filme “É Fada”. Foto: Reprodução.

PopNow: Você gravou com a Kéfera, né? Como é a sua relação com ela e você pensa em ter um canal no Youtube no futuro?

Apollo: Respondendo à primeira pergunta, trabalhar com a Kéfera foi incrível! Ela é uma fofa, super engraçada, ela é daquele jeito mesmo que ela aparece nos vídeos. A gente teve poucas cenas juntos, porque o meu núcleo não era o dela, mas mesmo assim a gente se encontrava na hora do almoço e ela brincava comigo… era muito engraçado! Sobre o canal, eu já tive vontade sim de fazer um canal na época em que ninguém pensava em ter um canal, porque agora de uns dois anos pra cá… todo mundo tem um canal, todo mundo é youtuber. Mas eu pensava há muito tempo atrás em fazer uma ‘parada’ diferente, ligado também à arte, ao teatro. Agora, nesse momento, eu ‘tô’ pensando em fazer um canal, mas não como youtuber mesmo, sabe? Mas com covers, mostrando meu trabalho como cantor, com a música… E colocar no Youtube!

PopNow: Você cantou com a Maitê Perroni, ex-RBD, e deve ter sido uma experiência incrível! Vocês já se conheciam? Como foi esse contato?

Apollo: A gente já se conhecia pela “Só Cinco”. Ela veio fazer um show em São Paulo em 2014, se eu não me engano… e a gente abriu o show dela. A gente cantou quatro músicas lá no Teatro Bradesco, em São Paulo. E aí eu a conheci lá. Nossa! Ela é uma pessoa incrível! No último show, mesmo no palco, eu falei isso… Que era uma pessoa incrível no palco e nos bastidores! Ela comigo, parecia que a gente já se conhecia há anooooos, tipo super simpática. Demais, viu? E eu viajei com ela na ‘tour’, a gente fez Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro. No Rio de Janeiro, eu fiz duas músicas com ela em dueto. Nos ensaios, ela é super simpática, no palco, fora, almoçando… Enfim, foi uma experiência incrível! Tem muito fã que fica tipo: “Meu Deus, eu queria também ir junto!”

PopNow: Tem aquele ‘gostinho’… Você é o artista, mas você é o fã também ali naquele momento…

Apollo: Exato! Eu era os dois naquele caso, era um artista com ela e também – desde a época do RBD – fã. Quando eu encontrei com ela foi lá no Teatro Bradesco, a gente não teve muito contato presencial com ela. A gente se conheceu, é claro, mas como a gente só abriu o show dela, a gente ensaiou separado. Quando eu encontrei com ela, foi aquele primeiro baque, tipo “Uau, Maitê na minha frente! Não, do meu lado, a 10 cm de mim, abraçando, tirando uma foto com ela…” Mas já agora em 2016, que eu fiz o ‘tour’, eu tive uma experiência de conviver com ela – que foi totalmente diferente.

PopNow: Se você pudesse escolher um outro artista pra fazer um dueto, que seria hoje?

Apollo: Aqui no Brasil, uma pessoa que eu gostaria muito de cantar com é o Tiago Iorc. Nossa! Eu amo a música que ele faz, eu escuto todas as músicas, tenho tudo baixado no celular… Na verdade, o Tiago Iorc cantou com a Maitê nesse último tour que ela fez, eu o conheci e seria muito legal. Agora, internacional? Quem sabe, Maroon 5…

PopNow: Pensando nos artistas pop de hoje em dia, que trazem grandes turnês para o Brasil… Você gostaria de fazer uma superprodução de palco nos seus shows?

Apollo: Super! Eu venho de musical, né. E algumas coisas dessas referências musicais são meio sensacionalistas, de pegadas mais ritmadas marcadas e tal. E ter uma superprodução é uma coisa que, sim, eu penso pro futuro. Total.

PopEntrevista: Apollo conta detalhes da carreira, futuro e convivência com Maitê Perroni
To Top