Cinema

Oscar 2018: Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Ator Coadjuvante

Foto: Divulgação

Eles não estão no centro do filme, mas são fundamentais para o desenvolvimento da trama. Vamos dar uma olhada nos indicados a Atriz e Ator Coadjuvante de 2018:

Leia também: Oscar 2018: Melhor Direção



 

Melhor Atriz Coadjuvante:

Mary J. Blige (Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississippi)

Mary J. Blige em Mudbound. Foto: Divulgação.

Mary J. Blige em Mudbound. Foto: Divulgação.

Florence é a matriarca da família Jackson, cujo filho Ronsel (Jason Mitchell) foi lutar na Segunda Guerra Mundial.

Blige é americana, tem 47 anos, e é primariamente conhecida por sua carreira como cantora, nos ritmos R&B, soul e hip hop. Ela tem 13 álbuns de estúdio lançados e já ganhou 9 Grammys. Blige já havia participado de filmes como I Can Do Bad All by Myself (2009) e Rock of Ages: O Filme (2012). Também está indicada na categoria Melhor Canção Original, pela música Migthy River, do mesmo filme.

Allison Janney (Eu, Tonya)

Allison Janney em Eu, Tonya. Foto: Divulgação.

Allison Janney em Eu, Tonya. Foto: Divulgação.

LaVona Golden é a excêntrica e abusiva mãe da protagonista, a patinadora Tonya Harding (Margot Robbie).

Janney é americana, tem 58 anos e esta é sua primeira indicação ao Oscar. Em sua longa carreira no cinema, ela acumulou participações em filmes como Beleza Americana (1999), As Horas (2002), Juno (2007), Histórias Cruzadas (2011), entre muitos outros. Mas o grande sucesso veio mesmo pela TV, sendo que já ganhou 4 Emmys pelo trabalho em The West Wing: Nos Bastidores do Poder, 2 Emmys por Mom e mais 1 por uma participação especial em Masters of Sex. Além disso, Janney tem 2 indicações ao Tony, por trabalhos no teatro.

Lesley Manville (Trama Fantasma)

Lesley Manville em Trama Fantasma. Foto: Divulgação.

Lesley Manville em Trama Fantasma. Foto: Divulgação.

Cyril Woodcock é a irmã do estilista Reynolds (Daniel Day-Lewis) e responsável pelo andamento casa de moda deles.

Manville é britânica, tem 61 anos e esta é sua primeira indicação ao Oscar. Ela tem uma carreira no cinema bastante ligada ao diretor Mike Leigh, especialmente por seus filmes Topsy-Turvy – O Espetáculo (1999), Agora ou Nunca (2002) e Mais um Ano (2010). Por este último, aliás, ela ganhou muitos prêmios de crítica, tendo sido altamente considerada para uma indicação ao Oscar – o que não ocorreu na época. Um fato curioso é que Manville já foi casada e tem um filho com Gary Oldman, que é o grande favorito da categoria Melhor Ator.

Laurie Metcalf (Lady Bird – A Hora de Voar)

Laurie Metcalf em Lady Bird. Foto: Divulgação.

Laurie Metcalf em Lady Bird. Foto: Divulgação.

Marion McPherson é a mãe da protagonista Christine (Saoirse Ronan), uma enfermeira que trabalha duro para manter a família.

Metcalf é americana, tem 62 anos e esta é sua primeira indicação ao Oscar. De sua carreira no cinema, são mais conhecidos os seus papeis em JFK – A Pergunta que Não Quer Calar (1991), Pânico 2 (1997) e a dublagem da Sra. Davis (a mãe de Andy) na franquia Toy Story. Na TV, Metcalf fez parte do elenco da célebre sitcom Roseanne, trabalho pelo qual ganhou 3 Emmys; além disso, foi indicada 7 outras vezes ao prêmio. Metcalf também acumula uma larga experiência no teatro, tendo sido indicada 4 vezes ao Tony; venceu ano passado.

Octavia Spencer (A Forma da Água)

Octavia Spencer em A Forma da Água. Foto: Divulgação.

Octavia Spencer em A Forma da Água. Foto: Divulgação.

Zelda é a colega de trabalho e amiga da protagonista Elisa (Sally Hawkins).

Spencer é americana, tem 45 anos e esta é sua terceira indicação ao Oscar. Após uma longa trajetória de papeis pequenos no cinema, ela finalmente teve sua grande chance em Histórias Cruzadas (2011) – que lhe rendeu um Oscar e impulsionou sua carreira. Desde então, Spencer esteve em filmes como Fruitvale Station: A Última Parada (2013), Expresso do Amanhã (2013), a franquia Divergente, e Estrelas Além do Tempo (2016) – pelo qual recebeu sua segunda indicação da Academia. Spencer tem a distinção de ser uma das duas únicas atrizes negras (a outra é Viola Davis) a ter 3 indicações ao Oscar e de ser a única atriz negra a ter 2 indicações consecutivas.

Melhor Ator Coadjuvante:

Willem Dafoe (Projeto Flórida)

Willem Dafoe em Projeto Flórida. Foto: Divulgação.

Willem Dafoe em Projeto Flórida. Foto: Divulgação.

Bobby é o compreensivo gerente do motel onde mora a desajustada Halley (Bria Vinaite) e sua filha de 6 anos, Moonee (Brooklynn Prince).

Dafoe é americano, tem 62 anos e esta é sua terceira indicação ao Oscar; as anteriores foram por Platoon (1986), filme que efetivamente o lançou, e A Sombra do Vampiro (2000) – ambas também como Ator Coadjuvante. Dafoe sempre teve grande envolvimento com teatro experimental e de vanguarda, mas nunca desacelerou no cinema; entre seus trabalhos mais notáveis estão A Última Tentação de Cristo (1988), em que interpretou Jesus, Coração Selvagem (1990), O Paciente Inglês (1995) e, é claro, o papel de Norman Osborn, o Duende Verde, em Homem-Aranha (2002) e Homem-Aranha 2 (2004). Ao todo, no currículo de Dafoe, constam mais de 100 créditos em filmes.

Woody Harrelson (Três Anúncios para um Crime)

Woody Harrelson em Três Anúncios para um Crime. Foto: Divulgação.

Woody Harrelson em Três Anúncios para um Crime. Foto: Divulgação.

William Willoughby é o xerife local, a quem a protagonista Mildred (Frances McDormand) cobra por mais efetividade na investigação do assassinato de sua filha.

Harrelson é americano, tem 56 anos e esta é sua terceira indicação ao Oscar; as anteriores foram: Melhor Ator por O Povo Contra Larry Flynt (1996) e Melhor Ator Coadjuvante por O Mensageiro (2009). Presença constante no cinema americano, Harrelson tem como outros trabalhos notáveis: Assassinos por Natureza (1994), Terra Fria (2005), Onde os Fracos Não tem Vez (2007), e, mais recentemente, a franquia Jogos Vorazes, na pele de Haymitch Abernathy. Harrelson interpretou o grande vilão de Planeta dos Macacos: A Guerra, indicado a Melhores Efeitos Visuais nesta mesma edição do Oscar.

Richard Jenkins (A Forma da Água)

Richard Jenkins em A Forma da Água. Foto: Divulgação.

Richard Jenkins em A Forma da Água. Foto: Divulgação.

Giles é o vizinho e amigo da protagonista Elisa (Sally Hawkins), um desenhista talentoso e um tanto melancólico.

Jenkins é americano, tem 70 anos e esta é sua segunda indicação. Após fazer uma carreira no cinema com papeis coadjuvantes, Jenkins ganhou notoriedade como o patriarca da família da série de TV A Sete Palmos. Em 2009, como protagonista do filme independente O Visitante, ele foi indicado ao Oscar de Melhor Ator. Em seguida, esteve em produções como Comer, Rezar, Amar (2010), Deixe-me Entrar (2010), O Segredo da Cabana (2012), Jack Reacher – O Último Tiro (2012), entre muitas outras. Em 2015, ganhou um Emmy pelo papel na minissérie Olive Kitteridge, na qual contracenou com Frances McDormand.

Christopher Plummer (Todo o Dinheiro do Mundo)

Christopher Plummer em Todo o Dinheiro do Mundo. Foto: Divulgação.

Christopher Plummer em Todo o Dinheiro do Mundo. Foto: Divulgação.

J. Paul Getty é um bilionário que tem o neto sequestrado, mas recusa-se a pagar o resgate.

Plummer é canadense, tem 88 anos e esta é sua terceira indicação. Famoso pelo papel do Capitão von Trapp em A Noviça Rebelde (1965), Plummer tem trabalhado constantemente por mais de cinco décadas, recebendo o reconhecimento da Academia, aos 80 anos, com uma indicação pela interpretação de Leon Tolstoy em A Última Estação (2009), que foi seguida por uma vitória com o filme Toda Forma de Amor (2011). Sua indicação este ano vem cercada de uma curiosidade: Kevin Spacey havia gravado o papel de Getty no filme, mas, com as acusações de assédio que surgiram sobre ele, Plummer foi chamado para substitui-lo, e gravou todas as suas cenas em 9 dias – um mês antes da estreia do filme. Plummer é um recordista do Oscar, sendo tanto o indicado mais velho como o vencedor mais velho, de categorias de atuação.

Sam Rockwell (Três Anúncios para um Crime)

Sam Rockwell em Três Anúncios para um Crime.

Sam Rockwell em Três Anúncios para um Crime. Foto: Divulgação.

Jason Dixon é um policial infantil, racista e violento, que passa por uma mudança de perspectiva a partir de alguns acontecimentos.

Rockwell é americano, tem 49 anos e esta é sua primeira indicação. Atuando desde 1989, ele começou a ganhar notoriedade no final da década seguinte, em filmes como Sonho de uma Noite de Verão (1999) e À Espera de um Milagre (1999). Ao longo da carreira, quatro filmes em particular renderam-lhe aclamação crítica: como protagonista em Confissões de uma Mente Perigosa (2002) e Lunar (2009), e como coadjuvante em A Condenação (2010) e O Verão da Minha Vida (2013). Rockwell também atuou em As Panteras (2000) e O Guia do Mochileiro das Galáxias (2005).

Oscar 2018: Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Ator Coadjuvante
To Top