Brasil

Nego do Borel é acusado de se aproveitar das causas LGBTs para se promover após beijo gay em clipe

Foto: Reprodução/Instagram (@jonathandobal)

O clipe de “Me Solta”, do Nego do Borel, traz o carioca vestido em trajes femininos e beijando um homem na boca. Se para muitos a atitude pode ser a favor dos direitos LGBTs, para outros, pode ser considerado uma afronta. Logo após o lançamento do vídeo, fãs e pessoas ligadas à comunidade foram às redes sociais para protestar em relação à atitude do cantor. Segundo internautas, Nego do Borel, que foi acusado de tentar enforcar uma ex-namorada, tentou se fixar junto ao grupo, mas deu um tiro no pé. 

MC TH lança EP “Coloca o Fone” nas plataformas digitais

De acordo com diversas publicações em seus perfis pessoais, Nego do Borel apoia Jair Bolsonaro, político pré-candidato à presidência da república conhecido por suas declarações machistas, homofóbicas em “defesa da família brasileira, da moral e dos bons costumes”.  Esta foi a derradeira para o cantor. 

Em maré de azar, o artista vai cada vez mais ladeira abaixo. Após ter o carro roubado na região da Tijuca, no Rio de Janeiro, neste domingo, 8, o novo clipe veio para reposicionar o artista, que vinha deixado de lado suas raizes do funk, mas parece que a tentativa não colou. 

Me Solta” é uma colaboração entre Nego do Borel e o DJ Rennan da Penha, um dos maiores nomes do funk na atualidade. A música, que faz referência ao Baile da Gaiola, tradicional baile funk de rua que acontece todos os sábados na Favela Vila Cruzeiro, no bairro da Penha, Zona Norte do Rio, mostra a realidade de quem vive em comunidades. 

Se antes, algumas atitudes do astro brasileiro já haviam o deixado queimado, este foi o estopim para que alguns deixassem de acompanhar o trabalho do artista.

Veja a repercussão do lançamento: 

Nego do Borel é acusado de se aproveitar das causas LGBTs para se promover após beijo gay em clipe
To Top