UOL HOST: Hospedagem de sites, Loja Virtual, Registro de domínios
PopEntrevista

Nádia Figueiredo comenta colaborações, fala sobre CD de estreia e detalhes de show no Rio

Foto: Divulgação

Para um cantor a possibilidade de lançar um álbum próprio e que tenha sua voz, é muito mais que a realização de sonhos, mas a garantia de uma mensagem passada. Para Nádia Figueiredo, brasileira de renome no exterior, o lançamento de seu primeiro CD vai além de tudo isso. É quase como um arauto de amor.

Meu Idioma é o Amor” traça a estreia da cantora no mercado nacional, após parcerias com grandes nomes da música mundial como Gilberto Gil e Plácido Domingo Jr.

PUBLICIDADE

Agora, prestes a estrear nos palcos em sua carreira solo, a artista mostra como cantar acalenta a vida e dá significado à ela.

Em entrevista ao Portal PopNow, Nádia relata suas ideias por trás de seu álbum de estreia, comenta algumas de suas participações e trabalhos ao lado de grandes nomes da música, e revela achar o mercado fonográfico brasileiro um tanto quanto complicado.

Veja a entrevista:

PopNow: Você acaba de lançar um álbum onde explora diferentes sonoridades. O que tem por trás de “Meu Idioma é o Amor” e o que você quis passar com o projeto?

Nádia Figueiredo: O personagem principal desse projeto é o “amor” que viaja por alguns lugares do mundo trazendo riqueza de sons e de culturas diferenciadas.

PopNow: O álbum conta com participações estreladas como Gilberto Gil e João Donato. Como surgiram essas colaborações e o que a presença desses artistas reflete em você enquanto cantora? 

Nádia Figueiredo: A experiência com Gil e Donato foi muito enriquecedora, é um marco na minha carreira.

Nádia Figueiredo e Gilberto Gil. Foto: Divulgação
Nádia Figueiredo e Gilberto Gil. Foto: Divulgação

PopNow: Falando sobre sua carreira, este é o seu primeiro álbum. O que cantar significa para você? 

Nádia Figueiredo: Cantar me tira desse cotidiano doido que a gente vive e me leva para outro lugar, um lugar bem melhor, onde meus sentimentos são expressados com beleza, mesmo quando canto uma canção triste.

PopNow: Você traz varias referências para “Meu Idioma é o Amor”, inclusive uma versão de um clássico do Chopin. Você ouve canto lírico? Qual face da Nádia Figueiredo você trouxe para a faixa? 

Nádia Figueiredo: Eu gosto de escutar música clássica instrumental em alguns momentos, a canção “Tristesse” de Frédéric Chopin é uma delas, eu gosto tanto que resolvi escrever uma letra em português para cantar. (risos)

PopNow: Versatilidade é uma palavra personificada no álbum. Você canta em diversos idiomas e apresenta um trabalho sem igual. Como você sente que sua verdade foi retratada no projeto e como você o avalia? 

Nádia Figueiredo: Eu gosto de liberdade, preciso dela para ser eu. Ser versátil faz parte da minha essência como ser humano e principalmente como artista, gosto de criar, gosto de aprender coisas novas e nesse disco eu pude ser livre para unir todos os elementos em uma só palavra: amor.

Nádia Figueiredo. Foto: Divulgação
Nádia Figueiredo. Foto: Divulgação

PopNow: Agora você vai estrear sei show no Teatro XP, no Rio. O que você pode falar sobre a apresentação? Haverá participações de alguns dos colaboradores do álbum? 

Nádia Figueiredo: Já começamos os ensaios, o que posso dizer é que está sendo preparado com muito carinho, cuidado, e todos da equipe estão felizes e comprometidos com esse show. Sobre alguma participação? Quem sabe né?!

Nádia Figueiredo. Foto: Divulgação
Nádia Figueiredo. Foto: Divulgação

PopNow: Seu trabalho tem uma ótima repercussão internacional e você vem trazendo esse trabalho ao Brasil. Você considera o mercado nacional mais difícil? 

Nádia Figueiredo: Sim o mercado nacional é bem difícil, principalmente nessa fase que o Brasil atravessa, mas nada impossível, temos um excelente público apreciadores desse segmento.

PopNow: E você, além de sua carreira solo, acompanhou o cantor Daniel em sua turnê na Europa. Como foi a experiência?

Nádia Figueiredo: Foi uma linda oportunidade e um grande aprendizado, Daniel foi muito generoso em me apresentar aos fãs dele, um dueto que não fazia parte da turnê, foi uma surpresa para o público que vibrou conosco cantando “Con te Partirò”, canção que ficou famosa na voz do tenor Andrea Bocelli.

SHOPPING

Nádia Figueiredo comenta colaborações, fala sobre CD de estreia e detalhes de show no Rio

To Top