UOL HOST: Hospedagem de sites, Loja Virtual, Registro de domínios
Brasil

#LollaBR: Veja o que rolou no 1º dia do festival

O primeiro dia da edição 2017 do Lollapalooza contou com um público de 100 mil pessoas, que se distribuiu através dos 4 palcos principais para acompanhar diversos shows de artistas nacionais e internacionais, representantes de diferentes gêneros musicais. As tribos, como são denominados os participantes de um determinado grupo, foram representadas pelos amantes do Pop, os metaleiros, os que gostam de música eletrônica, os que são fãs de artistas nacionais… Enfim, todos foram representados.

Palco Axe

Jaloo:

Jaloo. Foto: Brerno Galtier/Divulgação

O cantor brasileiro abriu o palco Axe se apresentando pra um grupo primordialmente de jovens. Ele, que é uma das promessas do novo pop brasileiro, utilizou sua irreverência comportamental e características próprias de apresentação para cativar o público, ainda pequeno, que chegava ao festival.

BaianaSystem

BaianaSystem. Foto: Mila Maluhy/Divulgação

A banda brasileira que mistura axé e guitarra foi a segunda a se apresentar no Palco Axe. Co cunho político, o show teve diversos momentos direcionados à protesto contra o atual presidente do Brasil, Michel Temer.

Bob Moses

Bob Moses. Foto: Mila Maluhy/Divulgação

O duo de música eletrônica canadense composta Tom Howie e Jimmy Vallance fez um show para um público pequeno, mas mesmo assim mostrou ao que veio.

Tegan and Sara

Tegan and Sara. Foto: Mila Maluhy/Divulgação

As irmãs gêmeas apresentaram um tributo a George Michael, que morreu recentemente, em sua apresentação no Lollapalooza.

Criolo: 

Criolo. Foto: Mila Maluhy/Divulgação

O rapper brasileiro levou os raps das ruas de São Paulo para o evento, fazendo uma homenagem aos seus hits mais antigos.

Tove Lo

Tove Lo. Foto: Mila Maluhy/Divulgação

A sueca fez de sua apresentação um momento de reflexão em relação à paridade de gêneros, mas pecou pelo repertório do último álbum, “Lady Wood”, que tinha poucas músicas conhecidas.

The Chainsmokers

The Chainsmokers. Foto: Mila Maluhy/Divulgação

O duo de DJs norte-americano fez um show extra-sensorial que abalou as estruturas. Na setlist, músicas de outros artistas como Ed Sheeran e Red Hot Chili Peppers.

Palco Perry’s

Confira o que rolou no palco dedicado ao eletrônico:

Palco Skol

Doctor Pheabes:

Doctor Peabes. Foto: Camila Cara/Divulgação

A banda fez as honras do festival ao estrear o palco principal. O público pode curtir a apresentação enérgica da banda paulistana.

Suricato:

Suricato. Foto: Camila Cara/Divulgação

Em seguida, foi a vez dos cariocas do Suricato assumirem o Palco Skol e tirar as pessoas do chão.

Cage The Elephant

Cage the Elephant. Foto: Camila Cara/M Rossi. Divulgação.

Mantendo a tradição que o Lollapalooza Brasil conhece bem, Cage The Elephant veio com tudo mais uma vez – com direito ao vocalista Matt Schultz descendo do palco e se jogando nos braços do público.

Rancid

Rancid. Foto: Camila Cara/Divulgação

Quando parecia que não tinha como as apresentações ficarem melhores, foi a vez da pegada forte do Rancid tomar a frente do palco sem jamais deixar o cansaço e o cair da noite desanimar os fãs.

Metallica: 

Metallica. Foto: Camila Cara/Divulgação

E para encerrar o primeiro dia de festival, os gigantes do Metallica não decepcionaram e mostraram porque são quem são. Todas as expectativas depositadas em James Hetfield e cia foi superada mais uma vez. Um dos pontos altos foi quando o Autódromo entrou em delírio cantou junto Seek & Destroy.

Palco Onix

The Outs:

The Outs. Foto: Camila Cara/ MRossi

A banda The Outs foi a responsável por começar os trabalhos no Palco Onix. Com um público diverso, que logo se viu envolvido pela apresentação, o show deu o tom para o que estava por vir no resto do dia.

Glass Animals: 

Glass Animals. Foto: Camila Cara/ MRossi

Sem deixar o pique do público cair, Glass Animals subiu no palco e aproveitou a vibe do momento e a luz do sol para fazer todo mundo dançar – a sintonia foi tanta que em apenas dois minutos de show o vocalista já estava no meio da galera, transformando o gramado cheio de gente em seu palco particular.

The 1975:

The 1975. Foto: Camila Cara/ MRossi

O The 1975 botou galera para pular, e como não podia deixar de ser, a banda obteve total sucesso. O ritmo animado embalava as pessoas enquanto o sol ia embora de Interlagos. A noite chegou e o show virou uma animada festa.

The XX: 

The XX. Foto: Camila Cara/ MRossi

The XX ficou responsável por encerrar as atividades do dia no palco. E nem a chegada da noite e uma pequena queda da temperatura foram capazes de diminuir a energia contagiante da banda e dos fãs, que pularam e cantaram histericamente até o final do show, que teve direito a gritos emocionados quando o vocalista deu oi em português para geral.

SHOPPING

#LollaBR: Veja o que rolou no 1º dia do festival

To Top