Red Hot Chili Peppers. Foto: Divulgação/I Hate Flash
Lollapalooza

#Lolla2018: Red Hot Chili Peppers faz remissão, tira má impressão e fecha primeiro dia do festival

Foto: Divulgação/I Hate Flash

Que o Red Hot Chili Peppers é uma baita banda com uma legião de sagrados fãs, todos sabem. E ninguém contesta, também, que os norte-americanos são sucesso por onde passam. Pela primeira vez no Lollapalooza, os californianos ficaram com a incumbência de encerrar o primeiro dia do festival no Palco Budwiser, um dos mais buscados de todo o festival.

Pearl Jam faz tributo ao Rock N’ Roll com presença de músicos do Red Hot e com discurso politizado

Apenas seis meses se passaram desde a última apresentação do Red Hot no Brasil. Foi no Rock in Rio, no Rio de Janeiro, que os norte-americanos revisitaram seus mais conhecidos sucessos em passagem breve, porém memorável, pelo show único. De lá pra cá,  não podemos afirmar que muita coisa mudou, mas a apresentação no Lollapalooza contou com um “quê” a mais e serviu, de fato, como uma remissão.

O show

O Red Hot Chili Peppers deixou os fãs brasileiros um tanto quanto frustrados após sua participação no Rock in Rio. Para a apresentação no Lollapalooza, os californianos pareceram tentar criar uma remissão. E de fato foi. A vibe do festival, misturada à da banda, gerou um sentimento suntuoso, especial.

O show começou por volta das 21h10, horário previsto para o início. “Intro Jam“, “Can’t Stop“, “Snow ((Hey Oh))“, foram os primeiros sucessos apresentados. O público histérico, aguardava com euforia a apresentação.

A banda estava descontraída e parecia querer dar o seu melhor na apresentação. Anthony Kiedis, no entanto, estava “no automático”. Parecia que não fazia muita ideia do que estava fazendo ou de onde estava. Artista nato, era apenas mais um show dos tantos outros que já fizera.

Red Hot Chili Peppers. Foto: Divulgação/I Hate Flash

Red Hot Chili Peppers. Foto: Divulgação/I Hate Flash

Já o baixista FleaChad Smith, baterista da atual formação do grupo, pareciam estasiados. Dando tudo de si, os dois dominaram boa parte do show, atribuindo a si os olhares mais aguerridos do público. O espaço delimitado para os fãs ficou pequeno, deixando-os super coladinhos para conferirem de perto a grande performance. Já Josh Klinghoffer, guitarrista da atual formação do Red Hot, faz o público saudosista desejar o retorno de John Frusciante, que deixou o grupo em 2009.

Na setlist, os norte-americanos também incluíram grandes hits como “Sick Love” e “Aeroplane“.

Cover de Jorge Ben Jor

Já se tornou uma necessidade que artistas gringos, quando no Brasil, façam alguma homenagem ao país. Algumas são bastante interessantes, como o caso do Red Hot Chili Peppers.

Inspirado, o guitarrista da banda iniciou acordes da música “Menina mulher da pele preta“, de Jorge Ben Jor, e tentou arriscar parte da letra em português. Este foi o momento em que todos os holofotes estavam virados para Josh Klinghoffer, músico da atual formação da banda californiana.

Californination

Se não um dos maiores sinônimos de Red Hot Chili Peppers, “Californication” é, de fato, o maior sucesso da banda e não podia passar batida da apresentação. Apesar do alto grau de aguardo, foi um momento mais blasé do show, sem muita diferença de outras apresentações do grupo inclusive em São Paulo, quando se apresentou na Arena Anhembi para 34 mil pessoas.

De fato, não há muito o que inovar. Mas é de se reconhecer que o palco é a tela em branco de um artista.

Red Hot Chili Peppers. Foto: Divulgação/I Hate Flash

Red Hot Chili Peppers. Foto: Divulgação/I Hate Flash

Covers

O Red Hot apostou ainda em covers de grandes artistas em sua apresentação no Lollapalooza Brasil 2018. Seguindo de grandes shows, como a edição do festival no Chile. Coube à banda dar a graça com “Higher Ground“, sucesso de Steve Wonder.

Remissão

De nada fez lembrar a inesquecível participação do Red Hot Chili Peppers no Rock in Rio. Tudo, absolutamente tudo foi melhor, sem tirar nem pôr: o som estava melhor, a energia estava melhor, a setlist foi melhor… Tudo fez com que os norte-americanos deixassem uma ótima impressão e provassem que estão, ainda, com a bola toda.

Na apresentação não faltaram sucessos como “Nevermind“, “Under the Bridge“. Após uma saída do palco, “Encore Jam“, “Goodbye Angels” e “Give It Away” foram as responsáveis por fechar a apresentação.

Veja a galeria de fotos do show: 


Veja a setlist do show:

#Lolla2018: Red Hot Chili Peppers faz remissão, tira má impressão e fecha primeiro dia do festival
To Top