Editorial

Bebê a bordo: um mergulho no mundo das mães do pop

A gravidez é conhecida como uma das fases mais marcantes da vida de uma mulher. Seu corpo passa por várias mudanças, e afinal, você está gerando mais uma vida. Agora imagina quando uma diva do mundo pop fica grávida? A futura mamãe fica no alvo das atenções, mídia vai à loucura, junto com os fãs também.

A cantora Beyoncé está centro dos holofotes no momento. Sua segunda gravidez – e de GEMÊOS! – foi anunciada por ela mesma nas suas redes sociais em fevereiro. Do seu jeitinho, ela que tomou as rédeas e divulgou para o mundo que estava comendo por três, assim controlando a situação e sem criar especulações. Com um photoshoot simbólico e artístico, Bey “quebrou” a internet, por dias era o único assunto que se comentava tanto online quanto em outros meios midiáticos. Já em 2011, o anúncio da gravidez de Blue Ivy aconteceu no VMA e pegou todos de surpresa, porém, a cantora revelou que tudo foi planejado por ela.

Beyoncé em seu photoshoot por Awol Erizku

Diferentemente de Beyoncé, algumas artistas preferem ficar quietas em relação a sua gravidez por um tempo. Christina Aguilera, mãe de uma menina e de um menino, foi alvo dos paparazzi em 2008 quando estava esperando seu primeiro filho, Max. Christina não manteve segredo sobre estar grávida, mas também demorou a fazer um anúncio oficial. Fotos foram divulgadas com a barriguinha saliente, o que gerou muitos boatos sobre a gravidez – inclusive quando Paris Hilton divulgou a situação da Aguilera em uma festa. Só depois de meses que a cantora revelou para a revista Glamour que estava esperando um bebê. Ela ainda disse que não estava mantendo em segredo, e sim que não é esse tipo de garota que divulga que está grávida. Mas logo depois, fez uma sessão de fotos para a Marie Claire mostrando a barriguinha para o mundo.

Christina Aguilera para V Magazine em sua segunda gravidez

Também alvo de boatos de meios de comunicação questionando a sua forma, Britney Spears anunciou sua primeira gravidez em 2005 no seu próprio website. A princesa do pop, agora mãe de dois meninos, tinha criticado as revistas que criaram rumores por causa do seu peso antes da sua declaração em uma postagem. A sua imagem de inocente e meiga não era tão forte como nos anos 90, mas o interesse do público era massivo, a forma em que a mídia ficou em cima da sua gravidez foi muito intensa, afinal era a queridinha dos Estados Unidos virando mãe. Já na sua segunda gravidez, Britney não deu tempo para as especulações  e anunciou que estava esperando um filho em uma entrevista com o David Letterman – apresentador do talkshow The Late Show. No programa, a cantora revelou que a gravidez não tinha sido planejada.

Britney e seus filhos no vídeo Ooh La La

Já nos anos 90 as coisas eram diferentes. Rainha do mundo pop e já com 38 anos na época, Madonna dizia em entrevistas que queria ser mãe e que estava tentando ficar grávida. Porém, a cantora e atriz só descobriu que estava comendo por dois nas gravações de um dos seus papéis mais importantes de sua carreira – Eva Peron no filme Evita, que ganhou Globo de Ouro como Melhor Atriz em Comédia ou Musical. Madonna, agora mãe de seis filhos sendo dois biológicos, revelou em para revistas como Vanity Fair e Vogue, sobre sua gravidez e contou detalhes da dificuldade. Ela sofreu críticas da mídia por estar tendo um relacionamento e uma filha com um personal trainer nove anos mais novo que ela, porém ela sempre debateu com os críticos e não aceitava desaforo vindo da imprensa.

Madonna com seus filhos Lourdes e Rocco

Cada gravidez teve uma forma diferente de ser abordada pelos veículos midiáticos. A força da internet ajudou muito a tornar a gravidez da Beyoncé um fenômeno mundial, sendo analisada por todos – com direito a teorias sobre o sexo dos bebês que ainda não foi revelado. A cantora soube lidar com a mídia e teve o poder da situação, controlando tudo o que nós, a imprensa, sabemos. Nos anos 90 e 2000 o poder do “viral” ainda não existia, contudo, um momento como seu ídolo gerando mais uma vida sempre teve sua importância para os meios de comunicação e os seus consumidores. Antes, uma gravidez gerava matérias e muitas revistas vendidas, hoje gera muitos cliques e compartilhamentos na rede. Os tempos mudaram mas os interesses pelos nossos ícones não.

Bebê a bordo: um mergulho no mundo das mães do pop
To Top